Criança acorrentada: pai jogou culpa em outro filho e madrasta disse não ser responsável pela vítima

0
134

O caso chocante de uma criança de 10 anos, que vinha sendo acorrentada dentro da própria casa levou para a cadeia o pai e a madrasta do menor. Na delegacia, em conversas informais, eles deram declarações para se eximirem de culpa. Oficialmente nada declararam. O crime acontecia em uma casa no bairro São Sebastião, zona norte de Porto Velho

Assim que foram abordados por policiais, ela em uma empresa de doces e ele uma usina, deram versões de autodefesa; a mulher afirmou que sabia que a criança era acorrentada, mas que por não ser filho dela, não tinha responsabilidade sobre a criança. O pai, culpou o irmão da vítima, que cuidava do acorrentamento, mas sob ordens do genitor.

A criança, segundo disse o irmão, estava acorrentada há três dias quando foi resgatado pela PM.

Com informações do Rondoniagora