O presidente da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), Benedito Aguiar, recebeu na quarta-feira (21), em Brasília, o senador Confúcio Moura (MDB-RO) e os juízes do Tribunal de Justiça de Rondônia, Sérgio William D. Teixeira e Arlen José silva de Souza. O tema da pauta foi a implantação do curso de mestrado profissional em Segurança e Justiça na Amazônia Ocidental, da Escola da Magistratura do Estado de Rondônia (Emeron).

Segundo Confúcio, houve alguns empecilhos burocráticos legais, mas o presidente da CAPES demonstrou grande sensibilidade com a Região Norte, especialmente Rondônia, por ser uma região prejudicada e discriminada na recepção de cursos de pós-graduação. “Tão logo inicie o ano, será feita a apresentação da proposta, já corrigida, para que a Capes possa autorizar a abertura do curso de mestrado”, disse o parlamentar.

Arlen de Souza afirmou que, para a adequação do projeto, a Capes se propôs a fornecer, inclusive, contributo técnico. O magistrado enfatizou ainda que o senador foi fundamental para fazer a aproximação com o órgão. “Teremos com esse mestrado, sem dúvida, a capacitação e a qualificação de magistrados e profissionais de outros setores da sociedade para o enfrentamento das dificuldades da Amazônia, em especial contra o crime organizado”, asseverou.

Embora o pedido não tenha sido atendido diretamente, o juiz Sérgio William assegurou que a reunião foi muito exitosa, pois receberam da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior todas as orientações para sanar problemas identificados no projeto inicial.

O diretor de avaliação da Capes, Flávio de Oliveira, também participou da reunião.

Facebook Comments