Concurso da Caixa traz novidades; confira dicas de preparação

0
92

A Caixa Econômica Federal promete empregar mais de 4 mil pessoas em novo concurso. O edital está disponível desde o dia 22 de fevereiro no Diário Oficial da União e no site do banco, e prevê salários de R$ 3.762 a R$ 14.915. Há vagas para nível médio e superior,  e, entre os cargos efetivos oferecidos, estão os de Técnico Bancário Novo, Técnico Bancário em TI, Médico do Trabalho e Engenheiro de Segurança do Trabalho.

As oportunidades são tanto para vagas que já estão disponíveis quanto para formação de cadastro reserva. As inscrições já foram encerradas, e agora segue a fase preparatória para as provas, que estão previstas para ocorrer no dia 26 de maio, ainda sem previsão de adiamentos, diante da crise com as enchentes no Rio Grande do Sul. Mais de 1 milhão de candidatos devem prestar a seleção.

A banca aplicadora da prova é a Fundação Cesgranrio, que também já aplicou provas para o Banco do Brasil, Banco da Amazônia e para a Petrobrás. Por meio do edital, a banca informa dois contatos para tirar dúvidas: o telefone 0800 701 2028 e o e-mail  [email protected].

A convocação dos aprovados está prevista para ocorrer em agosto.

Preparação para as provas

A concorrência de mais de um milhão de candidatos no país inteiro não é o único fator de alerta para os candidatos às vagas. O edital do concurso da Caixa trouxe novidades como os temas de Tecnologia da Informação, inglês e a disciplina de conhecimentos e comportamentos digitais.

O conteúdo de TI está presente inclusive nas avaliações para cargos de nível médio, que não exigem formação específica na área. Por isso, para quem não tem conhecimento nessa e em outras áreas, é preciso elaborar um plano de estudo com antecedência. É necessário ter atenção, pois quem não fizer pelo menos 70 pontos pode ser eliminado do concurso.

A abordagem sobre tecnologias da informação também pode abordar conhecimentos de temas atuais, como ChatGPT e Inteligência Artificial (IA), em geral. Por isso, é um diferencial acompanhar as novidades sobre o campo.

Algumas das possibilidades de preparação são estudar com foco nas matérias que o candidato tenha menos conhecimento ou naquelas áreas com mais questões. Não dá para esquecer os treinamentos de redação, já que o tempo máximo de prova é de cinco horas, e, quanto mais dominância o candidato tiver sobre o texto, gasta menos tempo com a escrita e pode fazer uma revisão das questões.

Orientação para o dia da prova

No dia da prova, os candidatos devem levar o documento oficial de identidade com foto e o cartão de inscrição impresso ou no celular. No caso de identidade digital, ela deverá ser acessada no momento da identificação para a prova , na entrada da sala.

Quanto aos materiais para fazer a prova, é aceita apenas caneta com tubo transparente e de tinta preta. É recomendado levar mais de uma, pois não é permitida qualquer forma de comunicação entre candidatos.

Garrafas de água também devem ser de embalagem transparente. Sobre os alimentos, não há especificação da cor da embalagem, apenas que esteja lacrada.

Objetos como relógios, celulares e outros dispositivos eletrônicos poderão ser levados, mas devem ser guardados em envelopes distribuídos antes da prova pela Fundação Cesgranrio. O celular deve ficar desligado e com alarmes desativados.

Como o concurso é nacional, candidatos não poderão sair com o caderno de provas, independentemente do horário em que saiam.