Comissão da Covid debate nesta segunda-feira a situação das comunidades pobres no enfrentamento da pandemia

A Comissão Temporária da Covid-19 do Senado Federal debate com especialistas nesta segunda-feira (14), às 10 horas, a situação das organizações da sociedade civil durante a pandemia e o PL nº 4.113/2020; também a situação das comunidades menos favorecidas e os resultados das mobilizações sociais para enfrentamento da pandemia.

O requerimento de autoria do presidente do Colegiado, senador Confúcio Moura (MDB-RO), inclui como convidados o presidente da União de Moradores de Paraisópolis, maior favela de São Paulo, Gilson Rodrigues; e o professor da Universidade Federal do Amazonas (UFA), coordenador da pesquisa – Importância dos movimentos sociais, sobretudo entidades e organizações indígenas na construção de redes de articulação, proteção e visibilidade dos povos originários durante a pandemia, Lucas Milhomens.

Também confirmaram presença no debate o diretor-executivo da Associação Brasileira de ONGs – ABONG, Mauri Cruz; a procuradora municipal de Salvador, Lílian Oliveira de Azevedo; a advogada especialista em terceiro setor e consultora jurídica da plataforma MROSC, Laís Figueiredo Lopes.

Criada pelo Senado para acompanhar as questões de saúde pública relacionadas ao coronavírus, inclusive, a situação fiscal, a execução orçamentária e financeira das medidas relacionadas à pandemia, a Comissão da Covid tem prazo de 120 dias, termina dia 30 de junho, mas pode ser prorrogada em razão da gravidade da doença no país.

Foto: Agência Senado

Facebook Comments