Com estrutura moderna, Hospital de Guajará-Mirim será referência em urgência e emergência na região

0
590

A obra de construção do Hospital Regional de Guajará-Mirim está prevista para ser concluída, em agosto deste ano. A Unidade ocupa uma área total de 4.674 metros quadrados, com 50 leitos para adultos e 12 pediátricos, além de dois consultórios, três salas para parto normal e duas salas para cirurgias e atendimentos de emergência. A conclusão da obra está sob a responsabilidade do Escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos (Unops), especializado em infraestrutura e gestão de projetos, vinculado à Organização das Nações Unidas (ONU), e contratado pelo Governo de Rondônia.

Para a conclusão da obra, o Unops trabalha na readequação de 55 ambientes e ampliação de áreas como Enfermagem, lactário, lavanderia, necrotério, arquivo, manutenção, painéis e apoio indígena. Além do acréscimo de 25 novos ambientes, a Unidade hospitalar, também terá uma usina da produção de gases medicinais in loco.

A obra atende aos critérios de acessibilidade, e oito banheiros para pessoas com deficiência (PcD) foram reformados, conforme exigências da legislação. No total, haverá 15 banheiros acessíveis. Outras adequações serão feitas no balcão da recepção, para permitir a aproximação durante o atendimento, no piso e acessos ao hospital, garantindo que não haverá riscos na circulação das pessoas em cadeiras de rodas.

DESCENTRALIZAÇÃO

Concluir a obra, para o governador de Rondônia, Marcos Rocha, faz parte do compromisso do Governo em descentralizar a assistência em Saúde, levando os atendimentos para mais perto da população, uma vez que, historicamente, os atendimentos de média e alta complexidade sempre se concentraram na Capital. “O Governo de Rondônia avança em uma saúde pública com atendimento humanizado, descentralizado e responsável”, salientou.

De acordo com o secretário de Estado da Saúde (Sesau), Jefferson Rocha, a Unidade irá proporcionar atendimento para casos de média e alta complexidade; nas áreas de Clínica Médica, Cirurgia Geral, Ortopedia, Pediatria, Obstetrícia e Sala de Estabilização. O hospital irá atender à população de Guajará-Mirim, Nova Mamoré, Ponta do Abunã, e estrangeiros, pois está localizado na fronteira entre Brasil e Bolívia.

Secom – Governo de Rondônia