Coluna Zona Franca

Pré-campanha

É público e notório que o senador licenciado Confúcio Moura (MDB-RO), está em plena pré-campanha pela volta ao governo de Rondônia. Em primeiro plano está o apoio incontestável e integral do MDB, diferentemente de 2018, cuja candidatura ao Senado teve direito até a vias de fatos (tapa na cara mesmo). Agora, o capitão do MDB chama-se Confúcio e é ele quem conduz o barco pelo rio Madeira.

Sangue puro

Caso Confúcio se confirme candidato ao governo, o vice viria do próprio MDB. Caminhando com ele nas andanças pelo interior, o ex-secretário de Saúde e primeiro suplente de deputado estadual Williames Pimentel, é um dos pré-candidatos a candidato a vice-governador.

Pacheco no PSD

O presidente do Senado, senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG), que nasceu em Porto Velho (RO), está de malas prontas para assinar ficha de filiação no PSD de Gilberto Kassab e Expedito Netto (RO). Na (con) fusão do DEM com o PSL, Pacheco que é candidato à terceira via à presidência da República, não quer nem saber do balaio de gato em que se transformou o novo partido, o União Brasil.

Destino de Marcos Rogério

Com a saída de Pacheco do  DEM (União Brasil), qual será o destino do senador Marcos Rogério? Pacheco e Marcos Rogério são unha e carne. Foi praticamente Marcos Rogério quem coordenou a eleição de Pacheco para a presidência do Senado. Pelo andar da carruagem, o destino de Marcos Rogério será ingressar também no PSD, que, aliás, já é esperado antes mesmo da fusão. No UB, Marcos Rogério, para postular o governo, teria que enfrentar o governador numa convenção partidária Marcos Rocha (PSL) que vai à reeleição. Já no PSD, o senador teria caminho livre e o apoio do ex-senador Expedito Júnior (PSDB), que também estaria de malas prontas e check in feito para desembarcar no PSD.

Expedito, Senado

Até o presente momento, o nome mais forte para ocupar uma cadeira no Senado Federal, continua sendo o de Expedito Júnior (PSDB).

ALE dominada

Parece que no governo Marcos Rocha (PSL) não está havendo corrupção e nem problemas na Saúde, como ocorreu em vários estados brasileiros. Nem mesmo o fato do governador distribuir pessoalmente Cloroquina (kit Covid) para milhares de pessoas, a Assembleia Legislativa de Rondônia dorme em berço esplêndido.

No pé do Hildon Chaves

Enquanto na Assembleia Legislativa tá tudo dominado, na Câmara de Vereadores de Porto Velho o prefeito Hildon Chaves (PSDB) está com o vereador Everaldo Fogaça (Republicanos) no pé. De olho nas licitações e nos contratos emergenciais suspeitos, o vereador denunciou agora o abandono de uma carga de mais de 268,800 mil frascos de álcool em gel pela Prefeitura, em uma quadra coberta na Zona Leste de Porto Velho, no bairro Três Marias. Fogaça é o único vereador a não bater palmas para Hildon Chaves.

PT na Câmara

Lula quer eleger pelo menos dois deputados federais por Rondônia. É essa a missão dada o presidente regional do PT, Anselmo de Jesus. A ex-senadora Fátima Cleide é a mais forte pré-candidata a deputada federal, seguida por Ramon Cujuí e o próprio Anselmo.

Jesualdo Pires

O nome do ex-prefeito de Ji-Paraná, Jesualdo Pires (PSB) é um dos mais citados entre os pretendentes ao governo e ao Senado. Até para deputado federal ele é citado. Pires está observando como se comportam os pretensos candidatos para decidir a qual cargo disputará.

Mórbidos

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) publicou vídeo em suas redes sociais
nesta quarta-feira (20) satirizando a CPI (Comissão Parlamentar de
Inquérito) da Covid no Senado. Já o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) deu gargalhadas pelo relatório final da CPI da Covid. Ambos desrespeitam as mortes de mais de 600 mil brasileiros.

Lula livre

O ex-presidente Lula já se livrou de 21 processos fakes contra ele. A defesa provou que Lula é inocente. Sérgio Moro forjou provas e perseguiu Lula até à prisão dele. Com isso Bolsonaro foi eleito e está o Brasil como está. Em 2022, o que vão tentar contra Lula, dessa vez?

Facebook Comments