Coluna do RK- Bastidores da Política Nacional e Regional




Por Roberto Kuppê (*)

Lula, o terrível

Receio de que Lula fugisse do País. Foi um dos motivos para que não autorizassem a ida de Lula ao funeral do irmão Vavá, enterrado na tarde desta quarta-feira em São Paulo. A coluna imagina o quão Lula seja perigoso. Seria ele tão perigoso quanto um Hannibal Lecter? Um Fernandinho Beira-Mar? Que crime hediondo Lula teria cometido? Esquartejou e comeu a vítima? Não, senhores. Lula está preso porque poderia ter vencido as eleições de 2018. Tanto é verdade que o Judiciário vem perseguindo Lula e impondo derrotas à defesa de Lula constantemente. Lamentável que no Brasil não exista mais justiça. Para fazer média, autorizaram, mas Vavá já estava enterrado.

Posses dos parlamentares em Brasília

Expedito Netto já se posicionou contra a reforma da Previdência

Será nesta sexta-feira, 1 de fevereiro, acontece as posses dos senadores e deputados federais. Concomitantemente, serão eleitas as mesas diretoras da Câmara dos Deputados e Senado Federal. De Rondônia, Confúcio Moura (MDB) e Marcos Rogério (DEM), estreiam no Salão Azul do Senado, passando a fazerem parte da elite política do Brasil: são só 81 senadores da República, três para cada estado. Confúcio e Marcos Rogério formam trio com o senador Acir Gurgacz (PDT).  Serão empossados oito deputados federais, sendo Mauro Nazif (PSB), Crisóstomo (PSL), Sílvia Cristina (PDT) e Léo Moraes (Podemos), estreiam no Salão Verde da Câmara Federal. Expedito Netto (PSD), reeleito, é a grande expectativa de um mandato em favor do povo. Foi o único que votou contra Michel Temer. Na reforma da Previdência, Netto já adiantou que votará contra. Os outros dois deputados federais eleitos são Mariana Carvalho (PSDB) e Lúcio Mosquini (MDB). Nos estados, assumem os deputados estaduais.

Bolsonaro e Israel

O presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), sem consultar ao Exército Brasileiro, mandou chamar o exército israelense para ajudar a encontrar corpos no desastre de Brumadinho, onde morreram mais de 300 pessoas. Na verdade, os israelenses têm expertise em matar e não em salvar.

Barragens em Rondônia: tsunami

Todas as hidrelétricas do estado são de alto potencial de dano, ou seja, podem causar muitas mortes se vierem a romper. Ariquemes lidera ranking de dano potencial. De acordo com o G1, relatório divulgado pela Agência Nacional de Águas (ANA) revelou que 22 das 35 barragens de Rondônia tem alto potencial de dano. Dano potencial alto significa que, caso a barragem se rompa, poderá causar muitas mortes e grande destruição ambiental e material. No estado ainda há 15 classificadas como de alto risco.

Ariquemes sob risco

Ariquemes é o município de Rondônia com mais barragens de alto potencial de dano: 5 de 22. Na sequência aparecem Alta Floresta D’Oeste, com quatro unidades, e Itapuã do Oeste, com três.  Entre as com alto potencial de dano estão as hidrelétricas Santo Antônio, Jirau e Samuel, duas delas localizadas na capital Porto Velho. Embora o potencial de dano das usinas seja alto, a maioria delas é classificada como de baixo risco para estourar. Apenas Samuel, em Candeias do Jamari, tem categoria de risco médio.

Uru-Eu-Wau-Wau

Todas as terras indígenas de Rondônia estão invadidas. A situação se agrava com o discurso do presidente Bolsonaro contra os povos indígenas e as mudanças anunciadas na FUNAI. Os indígenas estão pintados para a guerra. Uma equipe de TV francesa, a TV France 24, esteve terça-feira, 29 de janeiro de 2019 na aldeia indígena Uru-Eu-Wau-Wau, situada em Rondônia, Amazônia. A equipe foi acompanhada da blogueira Luciana Oliveira (BLOG DA LUCIANA ) e  da coordenadora da ONG Kanindé Ambiental, Edneide Cardozo, além do advogado e ativista Ernandes Segismundo.

 

A quem interessar possa…

Roberto Sobrinho inocente

De acordo com o Rondônia Dinâmica, o ex-prefeito de Porto Velho Roberto Sobrinho (PT), acusado pelo Ministério Público (MP/RO) de prática do crime de peculato, foi mais uma vez absolvido. Já é a quarta absolvição de Roberto Sobrinho. O próprio MP/RO se manifestou pela absolvição do réu reconhecendo “ter ficado evidenciado que o fato denunciado nunca existiu”. Márcio Nogueira Melo, um dos advogados de Sobrinho, limitou-se a dizer: “É mais uma sentença que confirma o que temos mostrado em cada processo, um a um.  As acusações são infundadas, Roberto é inocente”, destacou.

Veja os termos da decisão

O Fim do Consórcio SIM

Até o fechamento desta coluna, o Consórcio SIM, que até semana passada fazia o serviço de transporte de passageiros em Porto Velho, já não voltaria mais a operar. A menos que seja obrigado, o CS rompeu unilateralmente o contrato, pois há três anos vinha operando no vermelho, ou seja, com prejuízos. No print abaixo, algumas razões para o estado de falência do consórcio como tarifa desfasada, gratuidades e excesso de exigências sem contrapartida:

 

Facebook Comments