Assim como na foto, Léo Gil esteve fora de foco contra o Ceará e não qualificou a saída de bola do Vasco — Foto: JORGE RODRIGUES/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO

Vasco mais uma vez não fez valer o mando de campo e perdeu por 4 a 1 para o Ceará, nesta segunda-feira. Com o resultado, os cruz-maltinos, com 24 pontos, seguem na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. Já os cearenses, com 29, se afastaram das últimas posições.

O Ceará começou com tudo a partida e abriu o placar no início, com Pedro Naressi. Ainda no primeiro tempo, Cléber ampliou para os visitantes. O Vasco tentou reagir no segundo tempo e diminuiu com Ribamar. Mas, os cearenses decretaram a vitória com gols de Saulo Mineiro e Vina.

Logo com três minutos de jogo o Ceará abriu o placar. Em uma saída errada de Carlinhos, Pedro Naressi acionou Vina e recebeu de volta do maestro do time cearense. Na frente de Lucão, Pedro Naressi só teve o trabalho de deslocar o goleiro vascaíno.

A marcação do Vasco não se encontrava e quase que o Ceará ampliou aos 13 minutos. Cléber recebeu lançamento de Samuel Xavier, Leandro Castán falhou e o atacante quase deslocou Lucão, mas o goleiro vascaíno se recuperou.

A fragilidade defensiva do Vasco era tanta que o Ceará ampliou aos 25 com facilidade assustadora. Léo Chu cruzou da esquerda e Cléber, com os zagueiros do Cruz-Maltino apenas olhando, se esticou e escorou para o fundo da rede.

O Vasco estava tão desorientado que só assustou aos 34 minutos, em chute de Andrey que Richard defendeu com dificuldade. Mas cinco minutos depois quem quase marcou foi o Ceará. Mais uma vez a dupla Vina e Cléber funcionou. O meia lançou e o atacante chutou cruzado para fora.

No segundo tempo, os donos da casa voltaram com uma postura mais ofensiva, mas seguia com problemas no setor ofensivo. A primeira boa chance aconteceu aos nove minutos, em cobrança de falta de Léo Gil.

Só que aos 19 minutos, Ribamar foi lançado e acabou sendo derrubado na área. O árbitro marcou pênalti, que o próprio atacante converteu e diminuiu para o Vasco.

A partir dai, o Vasco se lançou ao ataque, mas continuou com os problemas na criação. O Ceará aproveitou os espaços para marcar o terceiro, aos 33 minutos. Em contra-ataque rápido, Saulo Mineiro recebeu na área e chutou para a rede.

O Vasco ainda seguiu em busca do gol, mas viu o Ceará marcar o quarto gol aos 44 minutos. Saulo Mineiro foi derrubado na área e após consultar o VAR, o árbitro marcou pênalti. Vina cobrou com categoria para dar números finais em São Januário.

FICHA TÉCNICA:
VASCO 1 X 4 CEARÁ

Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 30 de novembro de 2020, segunda-feira
Hora: 18h (de Brasília)
Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araujo (SP)
Assistentes: Daniel Paulo Ziolli (SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)
Cartões amarelos: Leonardo Gil, Fellipe Bastos e Andrey (Vasco); Luiz Otávio (Ceará)
Gols:
VASCO: Ribamar, aos 19min do segundo tempo
CEARÁ: Pedro Naressi aos 3 e Cléber aos 25 minutos do 1º Tempo; Saulo Mineiro, aos 33min do segundo tempo; Vina, aos 44min do segundo tempo

VASCO: Lucão, Miranda, Leandro Castán e Ricardo Graça Tiago Reis); Léo Matos (Cayo Tenório), Andrey, Leonardo Gil (Martín Benítez), Carlinhos (Juninho) e Neto Borges; Gustavo Torres e Ribamar (Ygor Catatau)
Técnico: Alexandre Grasseli (auxiliar)

CEARÁ: Richard, Samuel Xavier, Luiz Otávio, Klaus e Bruno Pacheco (Alysson); Fabinho, Pedro Naressi, Lima (Leandro Carvalho) e Vina (Wescley); Cléber (Saulo Mineiro) e Léo Chú (Kelvyn)
Técnico: Guto Ferreira

Fonte: Gazeta Esportiva

Facebook Comments