Funkeiro de 23 anos chegou a ser levado ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos Kevin Nascimento Bueno / Instagram,Reprodução

MC Kevin morreu na noite de domingo (16) depois de cair de um hotel na Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio de Janeiro. O funkeiro de 23 anos chegou a ser levado ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

As circunstâncias envolvendo o caso ainda estão sendo investigadas pela polícia. Confira a seguir o que se sabe até agora:

O acidente

Kevin estava hospedado no 13º pavimento do Hotel Brisa Barra com a esposa, Deolane Bezerra, após fazer um show na noite de sábado. Por volta das 18h35min, o Corpo de Bombeiros foi chamado para socorrer o artista, que caiu na área externa do hotel, entre um bar e o deque da piscina.

Inicialmente, foi divulgado que o artista havia caído do 11º andar do prédio. No entanto, a polícia não confirmou a informação. Equipes analisaram quartos do quinto andar e também a piscina do hotel.

Kevin foi levado em estado grave ao hospital Miguel Couto, na Gávea, na Zona Sul, mas não resistiu. A morte foi confirmada por volta das 22h e a causa, de acordo com o Instituto Médico-Legal (IML), foi traumatismo craniano por ação contundente.

Circunstâncias da queda

A 16ª Delegacia da Polícia Civil do Rio de Janeiro investiga duas versões para o acidente: se ele tentou pular de uma sacada para outra do hotel ou se arriscou saltar da varanda para a piscina.

A primeira versão é sustentada por testemunhas do caso. Em depoimento prestado ao delegado Henrique Damasceno, a modelo fitness Bianca Domingues e o funkeiro Victor Elias Fontenelle relataram ter mantido relações sexuais no quarto 502 e, depois, a moça teria ido com Kevin para a varanda. Receoso de ser flagrado pela mulher, ele teria tentado pular para o apartamento de baixo.

Um terceiro amigo, que também trabalhava na produção dos shows do cantor, tentou entrar no quarto, mas teria sido impedido por Kevin e Victor. A esposa do artista, Deolane, procurava pelo marido por meio de ligações e mensagens, mas não chegou a deixar o quarto em que estava hospedada com o cantor.

Na tarde desta terça, Bianca confirmou ao jornal Extra que o cantor tentava chegar à sacada do quarto de baixo quando caiu. Segundo a jovem, os dois estavam fazendo sexo no local quando Kevin parou por achar que a mulher dele o havia descoberto. Ele então passou as pernas pelo parapeito e desceu com o corpo até se apoiar na parte mais baixa da estrutura.

— Ele não aguentou se pendurar e voltar e acabou caindo — disse ela.

Bianca afirmou, em mensagens à Record, que cobrou R$ 2 mil pelo encontro. “Nunca quis mídia em cima de ninguém, fui fazer meu trabalho apenas e voltaria para o meu hotel. Combinamos R$ 2 mil, eles me abordaram, não fui atrás de ninguém. Agora estão me julgando de todas as formas. Também sou pessoa e estou traumatizada com o que eu vi”.

Anny Alves, amiga de Kevin e passista da escola de samba Acadêmicos do Tucuruvi, relatou circunstâncias semelhantes em uma rede social.

— Depois do show, os meninos foram fazer (inaudível) no quarto, chamaram um monte de mulher e tal. O Kevin estava no quarto do lado, os moleques chamaram ele para ir para o quarto, trancaram ele lá, e fizeram uma brincadeira de mau gosto — contou Anny. — Depois bateram na porta, o Kevin achou que era a mulher dele e se desesperou, foi tentar pular de uma varanda para outra dos quartos, o vidro acabou quebrando, não resistiu, despencou os dois para baixo.

Apreensões

Até o momento, a polícia ouviu ao menos oito testemunhas, entre elas a viúva de MC Kevin, que ficou nove horas prestando depoimento, e as duas pessoas que estavam no quarto no momento do acidente. Os investigadores apreenderam cinco celulares, entre eles o do próprio músico e o de Deolane.

Com base nos depoimentos, os responsáveis pelo caso pediram um exame toxicológico do corpo do artista. Testemunhas informaram à investigação que o artista teria usado drogas durante o fim de semana.

Briga com a esposa

Um turista mineiro, que está a passeio no Rio com a família, contou que horas antes de Kevin cair da varanda, ele presenciou uma briga entre o funkeiro, a mulher e membros da produção do artista.

A confusão, de acordo com o turista, aconteceu por volta das 14h de domingo. Irritado, o cantor teria arremessado uma garrafa de cerveja na entrada principal do hotel e logo em seguida foi sozinho à praia.

— Eu chegava no hotel com a minha família, por volta das 14h, e ele já estava no hall muito nervoso com a equipe e, principalmente, com a mulher dele. Ela saiu do hotel e foi para a parte externa — lembra Luiz Henrique Rabêlo Pires, 31 anos, que completou: — Ele jogou uma garrafa de cerveja no chão e mandou ela entrar. O tempo todo ele ficava gritando com a equipe de produção, principalmente com o segurança, dizendo que tinha que fazer o que ele mandava. Não deu para entender o motivo da briga, mas logo depois ele saiu para a praia sozinho e ninguém foi com ele.

Deolane confirmou, durante o velório de Kevin, nesta terça-feira (18), que havia brigado com o marido. Ela disse que a queda ocorreu por conta de “falsas amizades”.

 — Meu marido estava deitado comigo e teve que descer para pagar conta de hotel de gente que deveria ter vindo embora para São Paulo, mas quis ficar lá no meio. E ele (Kevin) se sentiu na obrigação de ser o paizinho de todo mundo — descreveu. — Não foi nada demais, eu estava dormindo, esperando meu marido chegar. Eu tinha brigado com ele antes de dormir, brigado normal, (se) entendido, porque os amigos dele estavam sugando ele mais uma vez.

Velório

A morte de MC Kevin causou comoção entre seus fãs. O corpo foi velado entre 4h e 8h da manhã desta terça, na quadra da escola de samba Unidos de Vila Maria, na zona norte de São Paulo. A cerimônia foi aberta ao público e gerou a formação de filas e aglomerações dentro e fora do local. Participaram amigos famosos de Kevin, como os apresentadores Matheus Mazzafera e Yudi Tamashiro, e os cantores MC Brinquedo, MC Kekel, Jaquelline, MC Livinho e Jojo Todynho.

Depois, seu corpo foi conduzido ao Cemitério Parque dos Pinheiros, no bairro do Tremembé, sendo sepultado em cerimônia privada. O cortejo que levava o caixão do funkeiro entre a quadra e o local de enterro foi acompanhado por dezenas de motoqueiros. Apenas uma parcela dos fãs, que já aguardava no local, teve a entrada permitida pela família.

Fonte: gauchazh

Facebook Comments