Ariel Argobe
Ariel Argobe

A cidade de Guajará-Mirim, que há décadas assiste sua economia definhar e caminhar aos trancos e barrancos, acaba de ganhar mais um ferrenho carrasco que, em nome de uma vaidade descomunal e de seu mesquinho projeto pessoal (eleger-se deputado estadual) pretende rifar a Área de Livre Comércio da Pérola do Mamoré.

O projeto do inescrupuloso pré-candidato, que está sendo alinhavado nos bastidores do mais tacanho jogo político, e tem como cenário a cidade de Nova Mamoré, assim como, a esmerada participação de empresários daquele município, empreendedores oportunistas que veem na tola proposta do tonto candidato perolense, a oportunidade de fortalecerem a economia e o comercio do seu município, aliás, uma cidade que já tem sua economia fortemente consolidada nas bases da agropecuária.

Nada contra o desenvolvimento econômico e prosperidade do povo de Nova Mamoré, desde que não seja em detrimento do fortalecimento de nossa economia.

Pela proposta do ingrato e louco pré-candidato nascido em terras guajaramirneses, dando tudo certo, conforme o planejado, enterrará por definitivo toda e qualquer possibilidade de tirar da bancarrota a economia de nossa cidade. Tal proposta enfraquece ainda mais a economia local, hoje um anêmico ‘caldinho de piaba’ e, de quebra, obrigará alguns comerciantes e empresários de nossa cidade a fecharem suas portas e botar na rua da amargura centenas de trabalhadores, com uma mão na frente e outra atrás.

O famigerado pré-candidato já se reuniu em Brasília com políticos que não tem compromisso nenhum com nossa gente e nem com nossos empresários, visando angariar apoio parlamentar, e assim também transformar Nova Mamoré em Área de Livre Comércio, retirando de Guajará a única ‘tábua de salvação’ da economia da cidade e o emprego de centenas de guajaramirenses.

Estranhamente, a associação que defende os interesses dos comerciantes de Guajará-Mirim tem se mantida calada e, se quer, tem informado aos seus associados sobre absurda proposta. Até o presente momento, a população, trabalhadores, empresários e comerciantes estão fora de qualquer tipo de debate e informações. Tudo é mantido em absoluto e suspeito segredo de estado. Ficam as perguntas: a quem interessa a implantação de uma Área de Livre Comércio em Nova Mamoré? Quem é e qual o interesse do pré-candidato que costura em surdina sua candidatura, rifando a ALC de Guajará-Mirim em troca de apoio político.

É claro que todos agora querem o nome da bendita criatura. Como novela das oito, vou manter o suspense e garantir a audiência dos próximos e novos capítulos dessa novela de drama e trama mexicanescos, enquanto espero para vê se o cabra é mesmo arrochado, para defender em público seu projeto. Porém, vai uma pista: ouçam os noticiários radiofônicos da cidade e façam suas leituras sobre o nosso nebuloso tabuleiro político. Outro dica: nos bastidores da política perolense, o sujeitinho leva a alcunha de ‘Catarino da Fronteira. Depois explico o citado título.

Fonte: blogger do Ariel Argobe

Facebook Comments