O presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia, desembargador Marcos Alaor Diniz Grangeia, empossou, nesta tarde (17), o Advogado Clênio Amorim como juiz titular na classe de jurista de magistrados, para o biênio 2020/2022.

A solenidade contou com a participação do vice-presidente do TRE-RO Alexandre Miguel, dos membros da Corte, os juízes João Luiz Rolim Sampaio, Edson Bernardo Andrade Reis Neto, Francisco Borges Ferreira Neto, o juiz federal Marcelo Stival, do procurador regional eleitoral Bruno Chaves e do presidente da Ordem dos Advogados do Brasil seccional Rondônia (OAB/RO), Elton Assis.

Durante a solenidade, o juiz assinou o termo de posse, prestou o compromisso de bem e fielmente desempenhar suas funções na magistratura eleitoral de Rondônia, durante o exercício do cargo para qual foi nomeado.

Em seu discurso, o juiz destacou: “Vou perpassar os mesmos caminhos já trilhados, ofertando o meu melhor…Tais circunstâncias ampliam de maneira geométrica o meu compromisso ora assumido, no sentido de somar com os senhores, na busca de uma justiça eleitoral célere, justa e equilibrada”.

“Ao doutor Noel, os agradecimentos à Corte pelo período em que aqui esteve, e que pôde desfrutar da oportunidade que a vida lhe deu de ser um magistrado e decidir sobre o futuro das pessoas, em especial ao futuro da Democracia no nosso estado…Tenha certeza vossa excelência que pelo período que aqui esteve pode ostentar com tranquilidade a frase “O dever cumprido, da missão finda e da consciência tranquila” Destacou o presidente do TRE-RO, desembargador Marcos Alaor Diniz Grangeia.

Na oportunidade, o presidente do TRE, deu as boas-vindas ao magistrado reconduzido à Corte eleitoral rondoniense. “Ao doutor Clênio, que retorna mais uma vez, por certo que esses dois anos mais uma vez serão gloriosos, porque a Justiça Eleitoral é essa síntese de advogados, juízes federais promotores da república, magistrados estaduais de primeiro e segundo grau…O doutor Clênio representa para a Corte a possibilidade da reverência aos precedentes que foram criados no passado”, concluiu.

A partir desta data, se encerrará a participação do juiz suplente, Noel Nunes de Andrade, no exercício da titularidade da vaga de jurista, na qual atuou em substituição, no período de 02 de julho até 17 de novembro de 2020.

Clênio Amorim é reconduzido ao cargo pela quarta vez, atuou nos biênios de 1996/1998, 1998/2000 e 2018/2020.

Facebook Comments