Acusado de matar o pai será julgado pelo Tribunal do Júri nesta sexta-feira, em Porto Velho

Será julgado na sessão do Tribunal do Júri, em Porto Velho, nesta sexta-feira, o réu Junivaldo Alves dos Santos, acusado de matar o próprio pai, o comerciante Cícero dos Santos. O crime ocorreu no dia 30 de agosto de 2018, em Vila Nova Samuel, no Município de Candeias do Jamari, distante cerca de 20 quilômetros da Capital. Este será o terceiro julgamento do Tribunal do Júri, em Porto Velho, após a suspensão em função da pandemia da covid-19. O primeiro foi no último dia 16. A sessão acontece no pleno do Fórum Geral César Montenegro e pode ser acompanhada pelo público em geral, com limitação do número de pessoas, que devem usar máscaras.

O júri será presidido pelo juiz Áureo Virgílio Queiroz. Além do magistrado e do réu estarão presentes, respeitando o distanciamento, membros do Ministério Público do Estado, advogados, servidores que atuam no suporte ao júri e os jurados. O conselho de sentença será formado por sete pessoas, que irão decidir pela condenação ou absolvição do réu no crime de homicídio, previsto no artigo 121, do Código Penal. O julgamento inicia às 8 horas.

O crime

De acordo com a sentença de pronúncia, o crime teria se dado por conta de uma discussão entre pai e filho. Com vontade de matar, por motivo torpe e utilizando-se de meio cruel e recurso que dificultou a defesa da vítima, o acusado teria golpeado contra a cabeça do pai, bem como teria o amarrado com fios de eletricidade. Ainda de acordo com a sentença, o réu ainda teria mantido a vítima trancada e imobilizada em um quarto por aproximadamente 6 dias. O laudo de exame tanatoscópico indicou que Cícero morreu em decorrência de traumatismo crânio encefálico que evoluiu para sepse e insuficiência renal.

Fonte: Assessoria

Facebook Comments