Zé de Abreu detona Cunha, Temer e Moreira Franco na Globo

ze.de_.abreu_-350x180O ator José de Abreu, funcionário da Rede Globo de Televisão há 35 anos, fez um depoimento fantástico e completamente fora dos padrões da emissora ao participar, ao vivo, do quadro “Arquivo Confidencial” no programa do apresentador Faustão neste domingo (24/4). O quadro, de cerca de 30 minutos aproximadamente, preparado há 60 dias, segundo o próprio Faustão, fechou com uma entrevista ao vivo do homenageado sobre incidente ocorrido semana passada no Centro de São Paulo, onde José de Abreu jantava com a mulher em um restaurante japonês – recém chegado de uma viagem de trabalho ao Japão.

Abreu foi xingado por uma desconhecida, já identificada como uma ex-modelo, e o marido – por conta de suas posições políticas. Ligado ao PT, Abreu foi um dos atores globais que, recentemente, gravou depoimento contra o impeachment e a favor da presidente Dilma e do presidente Lula e foi, exatamente por isto, que foi confrontado pelo casal para eles desconhecido. Ele foi xingado de ladrão, petralha e outros adjetivos; enquanto sua mulher era chamada de ‘vagabunda’. Sem inicialmente entender o que estava acontecendo, Abreu ainda tentou conversar, mas diante do fato – ofendido – reagiu.

Ao final, ao vivo, Faustão deu a palavra a José de Abreu para que ele narrasse o episódio desagradável em que acabou envolvido. Ele não se fez de rogado e sem economizar palavras, e deixar de citar palavrões que foi obrigado a ouvir, contou ao longo de mais de dez minutos – a sua versão sobre o episódio. Onde não economizou opiniões políticas, defendendo a presidente Dilma, Lula e, sem vacilar, dizer que o vice-presidente Michel Temer já foi citado quatro vezes nas delações premiadas do juiz Moro; que Cunha não passa de um ladrão, sem esquecer Moreira Franco, braço direito de Temer, “que por duas vezes faliu o Rio de Janeiro”.

Veja o programa completo da TV Globo, inclusive a narrativa de José de Abreu sobre a agressão que sofreu.

 

Tags da notícia:

Facebook Comments