“Vou provar que meu filho não era bandido”, diz mãe do jovem assassinado e acusado pela polícia de participar da morte de cabo da PM

Em postagem no facebook, a mãe do jovem Alexander Vinícius, 19 anos, morto sábado no residencial Orgulho do Madeira, indignada contesta veemente a versão da polícia, que acusa seu filho e participação no assassinato do cabo PM Rogério, em Porto Velho.

De acordo com Alangia Araújo, seu filho é inocente e foi morto brutalmente por engano sem chance de defesa.

O crime de homicídio aconteceu na noite de sábado (11) no condomínio Orgulho do Madeira, quadra 609, na zona Leste da capital rondoniense. Alexander foi morto a tiros. O autor do crime estava em uma motocicleta XRE300 de cor vermelha e fugiu em seguida, segundo matéria divulgada no Rondoniaovivo.

“É uma injustiça que estão fazendo, acusando meu filho de um crime que ele não cometeu. Tá morto e não tem como se defender. Meu filho não era nenhum criminoso e nem envolvido com bandidagem nenhuma”, diz a mãe.

Em matéria divulgada em alguns sites de notícias, a Delegacia Especializada em Crimes Contra o Patrimônio e a Polícia Militar informaram que solucionaram o crime de latrocínio (roubo seguido de morte) do cabo PM Rogério, ocorrido no final da manhã de sábado (11) em um frigorífico na Estrada da Areia Branca, região Sul de Porto Velho (RO).

Por participação no crime foram presos Bruno Cavalcante da Silva, Iuri Silva Ferreira (funcionário do frigorífico onde ocorreu o crime) e Elias Rocha Pereira, todos com passagens pelo sistema prisional da capital. Mas, de acordo informação da Polícia publicada nos sites, Alexsander Vinicius Araújo, seria o quarto envolvido.

Mãe de Alexander Vinícius desabafa nas redes sociais

 

No dia 13.04 a Coluna do RK registrou a morte de Alexander Vinícius

De acordo com a mãe, no dia do assalto, sábado, Alexandre estava em casa. Assim como na hora em que foi morto, cumprindo o isolamento social devido ao coronavírus. Alexander desceu do apartamento onde morava, para ouvir música na calçada do prédio. Vestido com uma camisa do Flamengo, quando foi confundido com um dos participantes do assalto.

“Meu filho estava dormindo.Tenho testemunhas.Meu filho nem pras festas ia”, declara.

Segundo a mãe, Alexander nunca pôs os pés numa delegacia de Polícia.

“Vou querer justiça e vou provar que meu filho não era bandido. Nunca foi nem em delegacia. Vou fazer muita gente engolir o que falaram a respeito do meu filho sem saber da verdade. Isso não vai ficar impune”, relata Alangia

Mensagens apontam vingança de policiais

Antes da morte de Alexandre, circularam em grupos privados de policiais mensagens que indicam que uma série de mortes ocorridas no final de semana pode ter sido ocasionada por vingança ao cabo assassinado quando fazia bico no frigorífico.


Redes sociais

Nas redes sociais, quem conhecia Alexander Vinícius contesta.

 

Fonte: Mais RO

Facebook Comments