O fim da restrição de entrada de viajantes brasileiros nos EUA depende da melhora no quadro da pandemia da Covid-19 no Brasil, disse o embaixador brasileiro em Washington, Nestor Forster, nesta terça (20).

Em maio, para tentar conter a propagação do novo coronavírus, a Casa Branca bloqueou a entrada de quem chega do Brasil ou esteve no país nos 14 dias antecedentes ao desembarque nos EUA. A medida continua em vigor e não há prazo para que ela seja derrubada.

“Estamos com uma melhora significativa desde julho, os números têm melhorado, porém há indicadores objetivos que são levados em conta pelos americanos para tomar essa decisão”, disse Forster em entrevista a correspondentes nos EUA, conforme o relato do Estadão.

“Não é uma decisão política de amizade com esse ou aquele país. É levada em conta a evolução do quadro geral da pandemia”, acrescentou o embaixador.

Fonte: O Antagonista

Facebook Comments