Leia seleção de reportagens publicadas no G1 com as notícias de 28 de setembro a 2 de outubro.

O Brasil está quente, muito quente. As temperaturas subiram em todas as regiões do país: por causa do clima do ano e também por causa das queimadas que seguem batendo recordes.

B-R-O-Bró

O B-R-O-Bró é conhecido do piauiense e se popularizou em grande parte do país nos últimos dias. O termo é em referência à última sílaba dos meses setembro, outubro, novembro e dezembro. E neste ano “viralizou” após a área do estado aparecer completamente coberta por vermelho no mapa de temperaturas durante a previsão do tempo. A imagem apareceu no Bom Dia Brasil, se multiplicou e virou piada no twitter. O período do B-R-O-Bró começou na terça-feira (29).

Onda de calor

Entenda como bloqueio atmosférico e jato polar fazem Brasil ferver neste começo de outubro. Massas de ar seco seguem estacionadas no centro do país formando o chamado bloqueio atmosférico. E sem corrente de ar frio a temperatura sobe.

Queimadas

E segue a devastação no Pantanal. Foram 8.106 pontos de incêndio em setembro. Ano já tem o maior número de focos da história e o mês é o pior em número de focos de incêndio desde 1998, quando começou o monitoramento feito pelo Instituto Nacional de Pesquisas Especiais (Inpe).

Amazônia teve alta de 61% no número de focos em comparação a setembro de 2019.

O fogo no Pantanal em 2020 destruiu 3.461 hectares, o equivalente a 23% do bioma, até 27 de setembro. No mesmo período do ano passado, as queimadas destruíram 1.559 hectares, ou seja, o aumento na atual temporada de queimadas foi de 122%.

Mas… Bolsonaro culpa quem mesmo?

O presidente Jair Bolsonaro continua ignorando a responsabilidade de madeireiros, grileiros, garimpeiros na destruição do meio ambiente. Em discurso gravado e apresentado durante a cúpula sobre biodiversidade da Organização das Nações Unidas (ONU), ele afirmou, sem mostrar provas, que organizações, em parceria com “algumas ONGs”, comandam “crimes ambientais” no Brasil e também no exterior.

A ‘boiada’ de Salles

Enquanto Bolsonaro joga a culpa em ONGs, o ministro do Meio ambiente, Ricardo Salles, vai abrindo caminho para sua “boiada”. A pedido dele, o governo federal revogou resoluções do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama) que garantiam a preservação de áreas de restinga e manguezais, de entornos de reservatórios d’água e que disciplinavam o licenciamento ambiental para projetos de irrigação. Ainda foi aprovada a queima de resíduos agrotóxicos e de lixo tóxico em fornos usados para a produção de cimento. Entenda os estragos e prejuízos.

A Justiça tentou impedir a manobra, mas o governo recorreu e as áreas envolvidas seguem ameaçadas.

A exceção e a regra

Eis a exceção: o Brasil entrou pela 1ª vez no top 10 da Olimpíada Internacional de Matemática. Feito histórico de 6 jovens.

Mas a realidade que todos veem é esta, a regra: no Brasil, 34% dos estudantes de 15 anos repetiram de série ao menos uma vez durante toda a sua vida escolar. Este é o 4º maior percentual entre 79 países e territórios analisados, acima da média de 11,9%, de acordo com um relatório da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

Acima do Brasil, os territórios e nações com maiores percentuais de reprovação são Marrocos (49,3%), Colômbia (40,8%), e Líbano (34,5%).

E mais: em meio à pandemia a situação tende a piorar, pois há muitos adolescentes que cogitam abandonar o ensino médio por causa da pandemia para ajudar a família a ganhar algum dinheiro. E entre os jovens brasileiros de 15 a 17 anos, cerca de 30% não estão matriculados hoje em dia.

“Meu pai não consegue pagar as contas sozinho”.

Descuidado, Trump pegou Covid

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, foi levado a um hospital na sexta-feira (2), após receber diagnóstico de Covid-19. Segundo a Casa Branca, trata-se de medida de precaução. Porta-voz disse que o bilionário tem sintomas leves e “permanece animado”. Comunicado divulgado mais cedo informou fadiga e que ele recebeu uma dose de oito gramas de um coquetel antiviral ainda em fase de testes.

Encomenda

Sementes misteriosas que chegam pelos Correios — Foto: Emdagro

O que explica as sementes misteriosas que as pessoas têm recebido? O Ministério da Agricultura informou que já recebeu 36 denúncias sobre o recebimento de pacotes de sementes não solicitadas. Ainda de acordo com o governo, 8 estados registraram o problema.

Essas sementes misteriosas normalmente vêm junto com produtos comprados pela internet, em sites ou aplicativos internacionais. Segundo o ministério, a origem das embalagens é de países asiáticos, como China e Malásia. Os chineses negam o envio e falam que as etiquetas de postagem são falsas.

Moradores de Santa Catarina, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Rio Grande do Sul, Goiás, Rondônia, Pernambuco e Bahia afirmam já terem recebido o produto.

Barraco

Uma briga entre uma mulher de biquíni sem máscara com cliente de restaurante no Rio “viralizou” na internet. As agressões ocorreram em uma das ruas mais movimentadas do Leblon, na Zona Sul. Veja como foi no vídeo acima.

Imagem

Um meteoro com luminosidade maior que a Lua foi registrado no RS. Veja no vídeo abaixo. De acordo com especialista, seria o maior registrado no Sul do país desde 2016. Análises preliminares mostram que o meteoro começou a brilhar em Caxias do Sul e caiu em Vacaria, distante a cerca de 110 km.

Fonte: G1

Facebook Comments