Um vídeo deplorável publicado nas redes sociais mostra que o racismo no Brasil não só existe como também está cada vez mais escancarado. Nas imagens, um homem branco, morador de um bairro de classe alta, em Valinhos, em São Paulo, humilha e dispara ofensas racistas a um homem negro, entregador de aplicativo.

Na discussão, o homem branco menospreza o fato de o entregador ser motoboy. “Quanto que você tira por mês?”, questiona. O entregador responde que não importa, e o homem branco rebate: “você não tem nem onde morar, moleque”. E o entregador rebate: “claro que tenho”.

“Você tem inveja disso aqui, fio. Você tem inveja”, diz o homem branco, apontando para as casas de alto padrão. O entregador tenta conversar com um terceiro homem, mas o homem branco o interrompe. “Moleque, moleque, escuta aqui, ó. Você tem inveja disso aqui, rapaz. Você tem inveja dessas famílias. Você tem inveja disso aqui [o homem branco aponta para o seu próprio braço, querendo dizer que o entregador tem inveja da cor de sua pele]”.

O entregador tenta argumentar, dizendo que ele pode ter os mesmos bens que ele. É aí que o homem branco fica ainda mais revoltado e eleva o tom: “Você nunca vai ter”. A discussão continua, com o entregador não baixando a cabeça, e rebatendo: “O senhor conseguiu por quê? Porque o seu pai te deu, ou por que você trabalhou?”, questionou.

O homem branco responde: “Eu já nasci rico”. O entregador continua: “Então, o senhor trabalhou, o senhor trabalhou?”. “Por muito tempo”, responde o homem branco. A discussão continua, até que o vídeo é interrompido.

Ainda é difícil dizer o que originou a discussão e qual o contexto dela, mas isso importa muito pouco. Não há contexto ou motivo que dê permissão a alguém ser racista com outra pessoa. Racismo é crime, e deve ser tratado como tal independentemente do caso.

Com a viralização do vídeo, internautas subiram a hashtah #racismoécrime para os trending topics do Twitter, fazendo com que o assunto seja um dos mais falados do dia.

Confira

Veja abaixo a repercussão:

Racismo é crime. Denuncie!
Cenas como essa que acabamos de ver ainda é muito comum no Brasil, infelizmente. Uma forma de conter o avanço do racismo no Brasil é sempre denunciar o agressor. Afinal, racismo é crime previsto pela Lei 7.716/89.

A denúncia pode ser feita tanto pela internet, quanto em delegacias comuns e nas que prestam serviços direcionados a crimes raciais, como as Delegacias de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi), que funcionam em São Paulo e no Rio de Janeiro.

Fonte: Catraca Livre

Facebook Comments