Vilhenense elege Eduardo Japonês o novo prefeito

0
667
“Nada negociado” vai permitir escolher os melhores para administrar o município, diz Japonês


O Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia (TRE-RO), na jurisdição do Juízo da 4ª Zona Eleitoral, concluiu a apuração dos votos da eleição suplementar do município de Vilhena, às 18h40min, deste domingo (3). Ao todo 58.798 eleitores estavam aptos a votar, deste total, 43.974 compareceram nos locais de votação para escolher o novo chefe do Poder Executivo municipal.

Os candidatos aos cargos de prefeito e vice-prefeito de Vilhena/RO Eduardo Toshiya Tsuru e Maria José de Carvalho Silva, da Coligação “Trabalho, Respeito e Verdade já!”, foram eleitos com  21.520 votos válidos.

Já os candidatos Rosani Terezinha Pires da Costa Donadon e Darci Agostinho Cerutti, da Coligação “A Vontade do Povo”, que concorreram com registro de candidatura indeferido pelo TRE-RO, alcançaram 15.933 votos que são considerados nulos, para todos os efeitos, conforme disposição do artigo 145, inciso II, da Resolução TSE nº 23.456, de 15 de dezembro de 2015, que dispõe sobre os atos preparatórios para as eleições de 2016.

Segundo a Secretaria de Tecnologia da Informação do TRE-RO, apenas 7 urnas apresentaram pequenos problemas nos locais de votação em Vilhena/RO, mas foram prontamente substituídas sem retardar a votação no município.

Abstenções, votos nulos e brancos

O percentual de abstenções, ou seja, pessoas que não votaram em Vilhena, nessa eleição suplementar municipal chegou a 25,21%, totalizando 14.824 votos. Foram computados 20.934 votos nulos, contabilizando-se os atribuídos aos candidatos Rosani Terezinha Pires da Costa Donadon e Darci Agostinho Cerutti e os nulos por natureza. Outros 3,46%, representando 1.520 eleitores que votaram em branco.

 

Seção de Comunicação Social do TRE-RO

Facebook Comments