O vereador cacoalense Mário Angelino Moreira, o Jabá (PRP), aparece num vídeo postado no Youtube acusando um membro do Ministério Público de Rondônia de prevaricação, definida como crime cometido por funcionário público quando, indevidamente, este retarda ou deixa de praticar ato de ofício, ou pratica-o contra disposição legal expressa, visando satisfazer interesse pessoal.

O integrante do MP alvo da acusação é o promotor de justiça da saúde de Cacoal, Marcos Ranulfo Ferreira. A imputação do crime, segundo Jabá Moreira, foi feita por ele diretamente ao promotor.

Segundo Jabá Moreira, no momento em que acusou o promotor de justiça do crime de prevaricação no exercício de suas atividades no Ministério Público de Cacoal, também estava presente o vereador Claudinei Carlos Ribeiro, o Castelinho (PSB), a quem, no vídeo, Jabá sempre pede que confirme o que ele estava dizendo: “Não é, Claudinei?!”.

“O promotor pensou que ia falar só 15 minutos comigo, mas teve que ficar 3h15 minutos ouvindo coisas na frente do Jabá. E cheguei ao ponto de dizer que ele estava até prevaricando…o doutor Marcos Ranulfo Ferreira. Porque no dia em que foi chamado para ver a falta de exame” médico em órgão da Prefeitura de Cacoal, “ele (o promotor) não foi, mas para apurar fofoca, ele foi bem mais rápido”.

Por último, após a acusação de crime, Jabá Moreira exortou Marcos Ranulfo Ferreira a ser “mais promotor e não advogado do diabo”.

Para dar maior publicidade à sua fala contra o promotor, o vereador de Cacoal manda que seu vídeo seja amplamente compartilhado.

Fonte: Tudorondonia

Facebook Comments