O vídeo que circula em grupos no WhatsApp mostra a expertise dos presos na tentativa de empreender fuga do presídio. O grupo consegue escalar as grades de proteção de aproximadamente 15 metros de altura, se desvencilhando da concertina (cerca de aço cortante) através de engenhoca artesanal. Na imagem ainda aparece eles retirando a base que utilizaram para saltar as grades, uma especie de corda a partir de panos e lençóis amarrados.

A presidente do sindicato dos policiais penais de Rondônia, Daihane Gomes, confirmou que o episódio aconteceu em Porto Velho, no presídio Edvan Mariano Rosendo, mais conhecido como Urso Panda, na madrugada da última terça-feira (21), por volta de 1h30min. Ela ainda informou que todos os envolvidos foram recapturados, já que os policiais agiram a tempo para impedir a fuga.

De acordo com o registro da ocorrência, os presos que tentaram fugir estavam recém-chegados na unidade, porém com histórico acarretado de crimes. Alguns são apontados como integrantes da facção criminosa Comando Vermelho. Eles estavam na Cela de Observação 2, da Carceragem 3.

Armas apreendidas

Quinze policias penais estavam no plantão. Além de impedir a fuga, eles apreenderam as armas brancas que estavam em posse dos detentos. Foram ao todo 7 chuchos (arma artesanal perfurante, feita com ferro retirado de estrutura predial). Ainda foram encontrados 16 celulares que haviam sido arremessados pelos criminosos.

“Os presos estavam prontos para atacar quem atravessasse o caminho deles rumo à fuga. Aí vemos mais uma vez o risco que esses servidores correm, e a importância de valorizar esses guerreiros que arriscam a vida para garantir que apenados cumpram suas penas distantes da sociedade”, destacou Daihane Gomes.

OBS: MATÉRIA CORRIGIDA ÁS 13H

Fonte: Assessoria

Facebook Comments