Vídeo: apoiadores de Evo gritam “agora sim, guerra civil”

Dezenas de apoiadores do agora ex-presidente Evo Morales, que moram na cidade de El Alto, saíram nesta segunda-feira (11/11/2019), com destino à sede do governo boliviano, localizado na praça Murillo, em La Paz. Ao entrar na capital, os manifestantes gritavam: “Agora sim, guerra civil, agora sim, guerra civil”.

Segundo o jornal Folha de São Paulo, os bolivianos estavam armados com pedaços de paus, e tocavam vuvuzelas. Eles soltavam rojões e carregavam bandeiras com as cores do estado plurinacional boliviano. Os moradores se assustaram com a movimentação e fecharam lojas e quiosques.

A polícia
Yuri Calderón, que foi nomeado no governo de Evo Morales como comandante da polícia boliviana renunciou ao cargo nesta segunda-feira. Segundo um comunicado enviado no começo da tarde, a polícia será comandada por uma junta interina, com “a prioridade de retomar a calma do país”.

Na cidade de El Alto, aconteceram vigílias em torno de fogueiras e pessoas se reuniram para a marcha. Não há relatos oficiais de feridos a tiros.

Evo Morales
Em seu Twitter, o ex-presidente se mostrou favorável às manifestações e agradeceu aqueles que “mostram espontâneo apoio ao governo democrático”.

Evo se mostrou solidário aos manifestantes e disse que a polícia reprimiu e deixou mortos e feridos na cidade de El Alto.

Facebook Comments