O caso da rinha de cães em Mairiporã, em São Paulo, repercutiu nacionalmente e se tornou um dos assuntos mais comentados nas redes sociais. No local, os policiais resgataram dezenove cães da raça pit bull, extremamente machucados.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Nossa equipe virou a madrugada neste terrível local de extrema crueldade. Cenas horríveis, muitos animais feridos e alguns mortos, dentre eles alguns filhotes. Havia carne de cachorro assando para que servisse de alimento para os cães, além de muita pimenta que era inserida no focinho dos animais para deixá-los enfurecidos para as brigas. Um bando de MALDITOS que apostavam dinheiro e se ‘divertiam’ as custas dos pobres animais se mutilando, havia inclusive um médico veterinário entre os canalhas e pessoas de outros países.😡 Desfecho do caso com 40 presos e 18 animais sobreviventes. Os animais estão em segurança e recebendo todo o cuidado necessário.🙏🏻 Agradeço e parabenizo o colega @delegado.matheuslaiola pelo suporte e pela brilhante operação. 👊🏻 #UnidosSomosFortes

Uma publicação compartilhada por DELEGADO BRUNO LIMA (@del.brunolima) em

Os animais que morriam após os confrontos eram assados e servidos como churrasco para os participantes do evento e dado aos animais também, segundo informado pela polícia.

Vídeos da operação foi divulgado nas redes sociais. Os cães resgatados foram distribuídos para duas Ongs e os casos mais graves ficaram sob responsabilidade da protetora Luisa Mell.

Fonte: Portal do Holanda

Facebook Comments