TROCA-TROCA: VICE PREFEITO DE ARIQUEMES DO PMDB, AGORA É EXPEDITO

Rosária Helena fechou com Expedito
Rosária Helena fechou com Expedito

A sexta-feira foi um dia memorável e até aqui o mais produtivo deste segundo turno das eleições para o candidato ao governo pela coligação Muda Rondônia, Expedito Junior. O dia que começou em Ji-Paraná com o anúncio de importantes adesões, como do deputado federal e vice-presidente estadual do PP, Carlos Magno, da ex-deputada Rosária Helena (PROS) e de Juarez Jardim, dentre dezenas de outros, deixou marcas profundas em Pimenta Bueno, com o engajamento de oito dos 13 vereadores locais – seis dos quais estavam em outros palanques no primeiro turno e ainda do próprio líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Kaká Mendonça, culminou com grandes estragos no próprio quintal do adversário, a cidade de Ariquemes.

Entre os novos aliados da campanha das mudanças, o próprio vice-prefeito de Ariquemes, Enoque Nunes da Silva, que é do PMDB, partido do candidato adversário de Expedito, anunciou a troca de palanque e disse que iria às ruas “arregaçar as mangas e pedir votos para o candidato 45”, número que significa a candidatura de Expedito.

Os prejuízos eleitorais para o candidato à reeleição não pararam por aí. Ainda em Ariquemes, o deputado estadual mais bem votado, Adelino Follador, reeleito com mais de 19 mil votos, também anunciou engajamento no segundo turno. O empresário Tiziu Jidalias, ex-deputado por três mandatos e importante liderança na grande região do Vale do Jamari, não só anunciou adesão, como filiou-se ao PSDB e assumiu a coordenação da campanha de Expedito na região.

Outro deputado eleito, o presidente da Câmara Municipal, Alex Redano, não participou da grande reunião organizada por Tiziu Jidalias, mas gravou vídeo que foi exibido no evento, afirmando sua condição de aliado de Expedito Junior. Num dos discursos mais duros desta campanha contra o atual governo, Tiziu disse que Confúcio tem “cara de bom moço, mas traz a marca da incompetência e da difamação”. Mais adiante, disse que o governo é composto de “saqueadores do Estado”.

Quem também fez um discurso muito vigoroso foi o candidato a vice-governador de Expedito, Neodi Carlos, que enumerou uma série de “promessas e mentiras” do candidato do PMDB. Neodi citou a obra do teatro municipal que foi iniciada na gestão de Confúcio como prefeito e mesmo após quatro anos no governo, não conseguiu concluir. Muito indignado, lembrou também a propaganda feita pelo governo do asfaltamento da rodovia que liga Ariquemes ao distrito do 5º BEC, quando na verdade foram feitos apenas pouco mais de 20 quilômetros, restando a maior parte, 42km, por fazer.

Ao encerrar a reunião, já depois das 22h, depois de um dia intenso de reuniões, o candidato Expedito estava otimista. “Foi um dia muito produtivo, dos mais importantes da campanha. O povo quer presssa. Quer pé no acelerador, não no freio, com o Estado travado como está. Quer a mudança e é isso que oferecemos”, encerrou.

Facebook Comments