25 C
Porto Velho
domingo, agosto 14, 2022

Buy now

spot_img
spot_img

Três dias depois de assassinato, justiça decreta prisão de matador do eletricista da Energisa. Mas ele fugiu

A pedido do Ministério Público de Rondônia, o juiz Franklin Vieira dos Santos, da 3ª Vara Criminal de Porto Velho, decretou, neste domingo, a prisão preventiva do assassino confesso Evandilson Veloso de Oliveira, que, na sexta-feira, 31, matou, com quatro tiros, o eletricista Gerson Francisco Nunes, de 46 anos, da empresa Rondonorte,  que presta serviço terceirizado  para a Energisa. Um policial civil que atua no caso disse que o criminoso não foi localizado após o decreto de prisão.

Evandilson matou o eletricista e contou, na polícia, que estava sendo extorquido pelo trabalhador. Disse que já havia pagado  R$ 10 mil e multado em seu estabelecimento comercial, uma padaria.  Alegou,  também,  que passou a sofrer perseguição por parte de eletricistas da Energisa após se recusar a continuar a pagar propinas. Contudo, não apresentou nenhuma prova de suas acusações nem consta registro de queixa na Energisa ou na polícia sobre a suposta extorsão.

Gerson foi morto na manhã de sexta-feira em frente a uma residência na rua Eurico Caruso, no bairro Aponiã, na zona leste de Porto Velho, quando fazia a religação de energia numa  casa.

ASSASSINATO, ROUBO E VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

O assassino confesso do eletricista é um velho conhecido da polícia: ele possui passagem por homicídio, roubo e violência contra a mulher. Porém, mesmo com este histórico de crimes, ele prestou depoimento no sábado e foi liberado pela polícia. Somente neste domingo, a pedido do Ministério Público, a justiça decretou sua prisão preventiva.

Fonte: Tudorondonia

Related Articles

REDES SOCIAIS

0FansLike
3,434FollowersFollow
0SubscribersSubscribe
- Advertisement -

Latest Articles