Tragédia no Ninho do Urubu: CT de R$ 38 milhões não tinha alvará

0
258
Foto Folha Press

Em 2019, os jogadores do Flamengo começaram a usar uma das instalações esportivas mais modernas do Brasil. O módulo 3 do CT Ninho do Urubu, em Vargem Grande, custou R$ 23 milhões. Somando isso aos R$ 15 milhões do módulo 2, de 2016, chega-se ao investimento de R$ 38 milhões.

Irônico que, a dez metros do luxo estava um parque de contêineres. Foi lá que, na madrugada de quinta para sexta-feira (8), um incêndio matou dez jogadores.

Por trás da tragédia estão quase dez anos de obras intermináveis, episódios hilários (como a corrida de carrinhos de golfe) e bizarros (como o goleiro Paulo Victor sendo retirado de carrinho de obras de campo), mas também um histórico legal nebuloso.

Apesar da falta de documentos alegada pela prefeitura do Rio de Janeiro, o Flamengo usa o CT desde 2011. A reportagem do UOL Esporte mostra, agora, o vai e vem de autorizações, pedidos de alvarás e ameaças de interdições que veio à tona com a Tragédia do Ninho do Urubu.

As vítimas do Ninho do Urubu

UOL Esporte

Facebook Comments