“Tinha acabado de ser pai”, diz amigo de jovem morto por suposto entregador de aplicativo em RO

Um amigo de Wellington Leone dos Santos, morto na frente de casa por um suposto entregador de aplicativo, revelou nesta terça-feira (19) que a o jovem de 24 anos tinha se tornado pai há cerca de um mês em Porto Velho.

Ao G1, Emerson Barbosa diz que conhecia Wellington desde criança. “O Wellington era vigilante e nunca ouvi falar que ele tivesse mexendo com nada errado. Ele era um menino correto e ia certinho na igreja. Há cerca de um mês ele havia ganhado uma filha, fruto de uma relação com a namorada”, lamenta o amigo

Segundo Emerson, a mãe do vigilante não mora em Porto Velho e nesta terça-feira está viajando à capital rondoniense para acompanhar o velório e o sepultamento de Wellington. “A mãe dele reside em Curitiba, junto com o pai. Aqui em Porto Velho o Wellington morava com a irmã e cunhado”, conta.

Wellington Leone dos Santos foi morto a tiros por um suposto entregador de comida por aplicativo na noite de segunda-feira (18). O crime aconteceu na frente do imóvel da família, na Avenida Mamoré, Zona Leste.

Um testemunha informou aos policiais que estava na frente de uma frutaria quando o atirador, em uma motocicleta de cor preta e com uma bolsa de entregador de comida por aplicativo, parou na frente da casa do Wellington e efetuou três disparos contra a vítima.

Nesta terça-feira, familiares e amigos ainda aguardavam a liberação do corpo do Instituto Médico Legal (IML) da capital. O velório deve começar durante a tarde, mas o local ainda não foi divulgado.

Fonte: G1

Facebook Comments