A Polícia Civil de Ariquemes (RO) confirmou nesta sexta-feira (28) que está preso o suspeito de assassinar Franciele Prates de Oliveira, encontrada morta no último dia 19 de fevereiro em cima da cama na casa onde morava. Conforme as investigações, o homem é o ex-companheiro da vítima, que não aceitava o fim do relacionamento. O crime é apurado como feminicídio.

De acordo com o delegado que conduz o caso, Rodrigo Camargo, a vítima, então de 32 anos, foi morta com um golpe na cabeça.

“E pela nossa experiência já nos chamou atenção a cena que nós ali vislumbramos, apenas um golpe na região da cabeça, que foi o golpe fatal na vítima e também o fato da vítima estar coberta, que é uma característica de que o crime foi cometido por alguma pessoa bem próxima a ela, típico de crime passional”, explicou.

Para o delegado, o caso já está esclarecido. O suspeito não aceitava o fim do relacionamento, ainda segundo Camargo. O cunhado da mulher suspeitava que o companheiro dela tenha a assassinado, já que ele a ameaçou de morte, e levou o ocorrido à polícia.

Entenda o caso

Segundo o boletim de ocorrência, o cunhado da vítima disse à polícia que desconfiava de que o irmão teria tentado matar a mulher. O casal, que estava em processo de separação, brigava constantemente, conforme o homem. O denunciante disse também que o suspeito já ameaçou Franciele de morte.

O homem relatou ainda que não conseguia falar com a mulher e o irmão e que por isso acionou a polícia. Na sequência, uma equipe da Polícia Militar (PM) foi até a casa de Franciele junto com o homem, onde encontraram o corpo da vítima sobre a cama.

Uma testemunha, que é vizinha da vítima e trabalhava com ela, contou à polícia que viu a mulher por volta das 00h, momento em que o suspeito buscou a esposa no serviço.

Fonte: G1

Facebook Comments