PORTO VELHO- O Partido dos Trabalhadores (PT-RO), vai à convenção na quinta-feira, 2 de agosto dividido entre candidatura própria, possibilidade de coligação ou nada disso, muito pelo contrário. O pré-candidato ao governo, Paulo Benito mantém a vontade de concorrer e anunciará que vai abrir mão do financiamento público de campanha, optando por travar sua luta com recursos próprios e ajuda de amigos e correligionários.

A Rede deverá deixar o PPS e já estaria mantendo conversações com a Frente Rondônia Popular composta por oito partidos, inclusive o PT. O PPS de Jaime Kalb estaria buscando novos rumos enquanto o PSL (Bolsonaro) deverá anunciar que Zé Jodan vai desistir da candidatura ao governo.

O MDB realiza convenção amanhã à portas fechadas devido ao imbróglio criado a partir do anúncio de que o ex-governador Confúcio Moura terá que disputar os votos dos convencionais para sair candidato ao Senado. No domingo será a vez do PDT e PSB firmarem aliança com Acir Gurgacz pilotando, ainda que sub judice, candidatura ao governo de Rondônia.

A tranquilidade reina, no entanto, em torno da candidatura do tucano Expedito Júnior (PSDB) ao governo, numa aliança com o DEM e com o PSD. As pesquisas estão sendo bem generosas com o ex-senador que tentará pela terceira vez conquistar o governo.

Fonte: mais RO

Facebook Comments