23 C
Porto Velho
domingo, agosto 14, 2022

Buy now

spot_img
spot_img

Sindicatos se unem em favor dos trabalhadores em educação de Porto Velho

Sintero, Sinprof e Sindeprof unem-se para defender os direitos dos trabalhadores em educação de Porto Velho. Os principais pontos de luta são em relação ao cumprimento do Piso do Magistério e da valorização dos técnicos e técnicas educacionais, que estão sem reajuste salarial há anos.

Lionilda Simão iniciou a assembleia unificada comentando sobre as tratativas da negociação com a Secretaria Municipal de Educação de Porto Velho (Semed), que ainda estão em trâmite. Ela pontuou que as reivindicações da categoria têm sofrido com a morosidade do processo e o mesmo tem gerado ansiedade nos trabalhadores e trabalhadoras em educação, que aguardam por um posicionamento definitivo. Lionilda ressaltou que o principal pedido é pelo cumprimento das determinações da Lei 11.738/2008 (Lei do Piso do Magistério) e para que o mesmo percentual de 33,24% definido ao Piso do Magistério de 2022 seja aplicado aos técnicos educacionais.

A presidente do Sinprof, Elessandra Reis, e a presidente do Sindeprof, vereadora Ellis Regina, falaram sobre as atividades desenvolvidas em seus respectivos sindicatos e comentaram que, assim como ocorre com o Sintero, as pautas de negociação com o Executivo Municipal não têm avançado. Também pontuaram que a união dos sindicatos fortalecerá a luta, uma vez que todos lutarão pelo mesmo propósito.

Uma audiência com a Comissão de Educação da Câmara Municipal e os sindicatos foi marcada para o dia 04/04 com o objetivo de discutir esses assuntos e chegar a um consenso.

Após os pronunciamentos das presidentas, os trabalhadores e trabalhadoras puderam se manifestar e apresentar propostas. Por fim, a principal deliberação aprovada foi de que a categoria aguardará uma resposta em relação à pauta de valorização até o dia 11/04. Independente do posicionamento positivo ou negativo do Executivo Municipal, será realizada assembleia unificada no dia 12/04, para que a categoria seja informada do resultado das negociações. Caso não haja resultado positivo, a assembleia deliberará se fará movimento paredista.

“Todos os três sindicatos se uniram em favor de um único propósito, sendo ele: garantir o atendimento da pauta de valorização de forma administrativa, pautada no diálogo. Caso não tenhamos avanço, a categoria se reunirá novamente e a deliberação feita por todos e todas será respeitada”, disse Lionilda Simão, presidente do Sintero.

Fonte: Assessoria

Related Articles

REDES SOCIAIS

0FansLike
3,434FollowersFollow
0SubscribersSubscribe
- Advertisement -

Latest Articles