Rondônia é um dos estados do Norte que serão beneficiados em 2020 com recursos disponibilizados pelo Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO). Para o Estado serão destinados R$ 2,04 bilhões, do total de R$ 9,9 bilhões.

O FNO é administrado pelo Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) e a programação foi aprovada na última segunda-feira (16) pelo Conselho Deliberativo (Condel), da Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia (Sudam). A reunião aconteceu em Belém, no Pará.

Os recursos darão condições a investidores e produtores de Rondônia para investirem em seus próprios negócios, produzindo riqueza e crescimento ao Estado, segundo o ministro Gustavo Canuto, em material divulgado pelo MDR.

O governador Marcos Rocha diz que, com o investimento no setor produtivo, os recursos devem aquecer a economia, gerando emprego e renda.

“Possibilitará o financiamento de projetos para a abertura do próprio negócio, investimentos para a expansão das atividades, aquisição de estoque e até para custeio de gastos gerais relacionados à administração. Com honestidade, trabalho sério e, claro, cultivando a disciplina colheremos o triunfo”, declarou Marcos Rocha.

O governador comparou ainda que o valor destinado a Rondônia para o próximo ano é superior em relação aos anos anteriores, que em 2018 foi de R$ 910 milhões e em 2019 chegou a R$ 1,7 bilhão.

Segundo o MDR, o fomento a empreendimentos de infraestrutura na região também é uma das prioridades do Fundo, e para 2020 o total de R$ 2,97 bilhões estará disponível em linha de crédito específica para o setor, dentro do Programa de Financiamento em Apoio à Infraestrutura (FNO-Infra).

Já para o Programa de Microcrédito Produtivo Orientado (FNO-MPO), o Condel definiu implementação de R$ 69,35 milhões, e outros R$ 20 milhões estarão à disposição para projetos de inovação na linha de financiamento para Ciência, Tecnologia e Inovação.

Fonte: Secom

Facebook Comments