O Governo de Rondônia, por meio da Superintendência de Tecnologia da Informação e Comunicação (Setic) e da Superintendência de Desenvolvimento Econômico e Infraestrutura (Sedi), junto ao Conselho Gestor de Parceria Público-Privada (CGPPP), promoveu na quinta-feira (27), a etapa de apresentação das propostas de expansão da Infovia Rondônia pelas empresas que participaram do certame. As apresentações aconteceram no auditório Jerônimo Santana do Palácio Rio Madeira, em Porto Velho.

A Infovia Rondônia é uma rede de fibra ótica que interliga as unidades do Governo do Estado, fornecendo serviços de conectividade, como links de internet e infraestrutura de transporte de dados, voz e imagem. A rede conta com 260 pontos nos municípios de Porto Velho, Candeias do Jamari e Ariquemes.

Os estudos técnicos foram entregues na última quarta-feira (19) por duas empresas, que realizaram os estudos para a expansão, operação e manutenção de estrutura de dados da rede em Rondônia. O ato contou com a presença de forma remota do vice-governador, José Jodan.

Na abertura, o superintendente da Setic, coronel Delner Freire, ressaltou o momento histórico para o Estado com a expansão da rede de Infovia. “É um projeto pioneiro e estamos prezando por este trabalho, para sermos também pioneiros na região Norte, com todas as cidades sendo interligadas. Toda a comunidade poderá ter acesso a uma rede com maior qualidade e eficácia, gerando um grande resultado”.

Durante a apresentação, os representantes das empresas que participam do certame, expuseram trabalhos realizados pelo país, reforçando a importância da participação da iniciativa privada nesse processo de expansão, além de resultados obtidos com estudos de campo realizados. Após as apresentações, foram tiradas dúvidas acerca das abordagens feitas pelas empresas.

O sócio-diretor de uma das empresas, especializada em redes privadas de telecomunicações, Zaki Nunes, disse que o projeto de expansão da Infovia mantém a qualidade para todo o Estado. “Queremos dar uma solução de conectividade além dos demais municípios, nas aldeias indígenas, em distritos e escolas rurais”.

A gerente de parceria público-privada (PPP), Mariana Souza, destacou que a parceria com o Estado será a custo zero, sendo o investimento de capital privado, ao contrário da privatização. “Essa apresentação visa que as empresas esclareçam as dúvidas do grupo de trabalho e tenham um melhor estudo das propostas”.

O coordenador de Infraestrutura da Setic, Gabriel Carrijo, explica que a proposta de expansão da Infovia é dar melhoria ao serviço público. “As pessoas terão um acesso mais rápido ao atendimento nas unidades do interior, além do acesso à educação por meio do Ensino a Distância (EaD)”.

“Entendemos que a inclusão digital será maior, principalmente em cidades onde não há uma conexão de internet com qualidade. O Governo do Estado vai chegar a esses lugares e atender essa população de maneira muito melhor, fazendo com que o poder público de fato atinja essas pessoas”, finaliza Carrijo.

 

Fonte:

Facebook Comments