Para criar um ambiente de trabalho saudável e produtivo, a Superintendência Estadual de Desenvolvimento Econômico e Infraestutura (Sedi), vem investindo nos seus servidores com capacitação como uma ferramenta de valorização, que cria novas perspectivas profissionais e desenvolvimento no setor público.

São 52 servidores que trabalham na Sedi para desenvolver a sua missão, que é planejar, organizar e dirigir ações governamentais que fomentam a indústria e o comércio exterior, eles estão participando de diversos cursos na área da inovação, comunicação e gestão pública de maneira dinâmica. “Já foram realizadas quatorze oficinas esse ano, de quatro horas semanais, e a grande maioria delas teve a presença dos servidores, que são participativos”, esclarece o coordenador de Inovação da Sedi, Thalles Gomes da Fonseca.

O coordenador conta que estão fazendo aquisição de cursos na área de Inovação, Gestão e Implantação de Ambiente de Inovação, Design Think e Criatividade no Setor Público. Os servidores também realizaram cursos gratuitos adquiridos pela Sedi, como por exemplo, o Curso Básico de Planejamento e Orçamentos Públicos – EaD/ECG, Noções Introdutórias de Licitação e Contratos, Administrativos e Gestão Estratégica de Pessoas e Planos de Carreira, entre outros temas relacionados à gestão pública governamental.

Essas atualizações em forma de capacitação, oficinas e workshop são necessárias para a valorização profissional e aumento da produtividade com qualidade de vida. “As capacitações têm o beneficio de aumentar a produtividade do servidor sem adoecer, com ambientes saudáveis. Então o nosso foco é fazer as entregas dos nossos serviços oferecidos e a valorização do servidor, trazendo a inteligência emocional, e assim aumentando a produtividade com as capacitações”, explica o coordenador Thalles.

Thalles conta que o superintendente da pasta da Sedi realizou um mapeamento de todos os coordenadores e gerentes sobre análise de perfil comportamental. “Esse mapeamento foi realizado por uma empresa que também fez treinamento com os servidores. Foi feito um levantamento do perfil comportamental de cada servidor e foram identificadas suas maiores habilidades e competências, as suas limitações e como a gente trabalha essas limitações”.

Servidores do Programa de Orientação, Proteção e Defesa do Consumidor (Procon), e do Sistema Nacional de Emprego (Sine), e seus coordenadores participam das capacitações por terem vínculo com a Superintendência.

Para o mês de novembro será realizada uma oficina de 24 horas, divididas em seis dias, sobre Modelos de Negócios e Atração de Investimentos para os servidores.

Fonte: Secom

Facebook Comments