Senador Marcos Rogério diz ao Estadão porque é contra a CPI da Lava Toga

0
29
O senador Marcos Rogério, do DEM-RO Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

BRASÍLIA – O senador Marcos Rogério (DEM-RO) disse a jornalistas na noite desta quarta-feira, 20, que a instalação de uma comissão parlamentar de inquérito para investigar o “ativismo judicial” em tribunais superiores em meio ao início das atividades do novo governo e da nova legislatura pode ter consequências para a governabilidade e para a confiança da população nas instituições. “A quem interessa o enfraquecimento institucional do Judiciário?”, questionou.

Na avaliação do senador, é preciso ter cuidado com as relações institucionais. Para ele, a CPI é um “tipo de processo que você sabe como começa e não sabe como termina”. “É claro que todos nós discordamos de muita coisa que acontece lá no Judiciário. Usurpação de competência, excesso de prazos, abuso de prerrogativas, condutas muitas vezes questionáveis. Isso é natural: divergir, questionar, querer a apuração.”

Fonte: Estadão

Facebook Comments