O grupo liderado por Kim Kataguiri não tem verba para tocar o golpe

O Movimento Brasil Livre anunciou que vai se retirar das manifestações golpistas agendadas para o dia 31 deste mês, mesma data que a Frente Povo Sem Medo e outros grupos progressistas também irão ocupar as ruas em defesa da democracia. O grupo liderado por Kim Kataguiri alegou que o dia é ruim porque coincide com a “volta das férias escolares e com manifestações marcadas por grupos petistas”.

O grupo liderado por Kim Kataguiri não tem verba para tocar o golpe
O grupo liderado por Kim Kataguiri não tem verba para tocar o golpe

O grupo liderado por Kim Kataguiri se sente acuado “pelas manifestações petistas” e se retira das ruas O MBL disse, por meio de comunicado, que prefere “concentrar esforços” em outra data, ainda indefinida, para apoiar a concretização do golpe contra Dilma Rousseff no Senado. Os apoiadores do Movimento se mostraram felizes na página do Facebook, porque não serão importunados por uma manifestação “na volta das férias escolares”. Parece mesmo que ocupar as ruas, para a turma verde-amarela, é um martírio.

Com isso, o movimento pró-golpe aparecerá enfraquecido nas ruas no dia 31, afinal, “as férias escolares” atingem também os outros grupos organizadores das manifestações golpistas.

Desta forma, a Frente Povo Sem Medo e os demais movimentos sociais que lutam em defesa da democracia ganham espaço e fôlego para fortalecer a jornada de lutas. As manifestações em defesa do Brasil, do desenvolvimento nacional, da democracia e da legalidade acontecerão em todo o país neste domingo (31).

Do Portal Vermelho, Mariana Serafini

Facebook Comments