Se pau que bate em Chico, bate em Francisco também, Acir pode ficar de fora da disputa

0
3703
Daniel Pereira poderá entrar em campo por forças das circunstâncias


PORTO VELHO- O STF está com pressa e quer julgar todos os processos que envolvam candidatos nestas eleições. Lula é um exemplo clássico de como a justiça está andando rápido para inviabilizar a candidatura dele à presidência da República. No mês passado, o STF canetou o ex-senador Ivo Cassol (PP-RO) que não poderá disputar o governo de Rondônia, como queria.

E se o velho ditado de que “Pau que bate em Chico, bate em Francisco também” estiver na ordem do dia, o senador Acir Gurgacz (PDT-RO), poderá dar adeus à corrida pela sucessão estadual, dando lugar a, quem sabe, Daniel Pereira (PSB), atual governador de Rondônia que afirmou que não disputaria a reeleição em apoio ao pedetista. A lei é para todos. Se Lula sair candidato, Acir também terá o mesmo direito e vice e versa.

Essa possibilidade pode-se abrir após ou antes mesmo do fim do recesso do Judiciário, especialmente do STF que deverá pautar a Ação Penal 935 (AP935) para julgamento. Veja abaixo o fac-simile do documento que poderá deixar de fora mais um líder nas pesquisas, cujo último movimento foi na quarta-feira, 18 de julho, em pleno recesso do STF:

Facebook Comments