“Se houver um governo de Cunha e Temer nós vamos parar esse país”, diz presidente do PT do Acre

Ermício-Sena-comenta-declaração-de-deputado-petista-quanto-a-crise-entre-a-sigla-e-o-PMDB-FOTO-DIVULGAÇÃOO presidente do PT do Acre, Ermicio Sena, disse após a derrota da presidente Dilma Rousseff na Câmara dos Deputados que se houver um governo sob o comando de Michel Temer e Eduardo Cunha, ambos do PMDB, o Partido dos Trabalhadores e os movimentos sociais vão parar o país.

“Se houver um governo de Cunha e Temer nós vamos parar esse país. Os movimentos sociais, a sociedade civil organizada, os trabalhadores, nós não vamos permitir governo de corrupto e golpista.”

Por 367 votos favoráveis e 137 contrários, a Câmara dos Deputados aprovou neste domingo (17) a autorização para ter prosseguimento no Senado o processo de impedimento da presidente Dilma Rousseff. Ermicio Sena disse que as lideranças do partido no Senado se encarregarão de evitar o que o PT considera um golpe. “Ficarão vigilantes”, afirmou.

Ele falou ainda em “batalha das ruas” para pressionar os “golpistas”. “O que nós vamos tocar a partir de agora, os partidos de esquerda, os movimentos sociais é a batalha das ruas. Nós vamos estar vigilantes nas ruas, onde nós vamos fazer nossas batalhas. Luta política, disputar a opinião pública, tentar convencer a pessoas, a sociedade, mas também fazer pressão sobre os golpistas.”

Fonte: AC 24 Horas

Facebook Comments