A Caixa Econômica Federal libera, nesta sexta-feira (20/12/2019), o saque complementar de até R$ 998 do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

A medida vai contemplar mais de 10 milhões de pessoas, segundo a estatal. Serão liberados, ao todo, R$ 2,6 bilhões a mais em relação ao previsto inicialmente.

O saque extra foi estabelecido na Medida Provisória (MP) 889, aprovada no Congresso e sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na última semana.

Têm direito ao saque complementar trabalhadores nascidos de janeiro a outubro que tinham até um salário mínimo (R$ 998) na conta vinculada do FGTS em 24 de julho deste ano, data base da Caixa.

Para aqueles que optaram por crédito em conta, a diferença entre o valor já creditado e o novo limite será depositado automaticamente na data de 20 de dezembro.

Os valores estarão disponíveis para saque pelo trabalhador até 31 de março de 2020.
Veja, a seguir, quatro exemplos:divulgação

Os trabalhadores que nasceram em novembro ou dezembro, por sua vez, receberam o valor do saque imediato de R$ 998 na última quarta-feira (18/12/2019).

“Quem possuía saldo acima de R$ 998 em 24 de julho só terá direito ao saque imediato de até R$ 500 por conta do FGTS”, informou a Caixa.

Fonte: Metrópoles

Facebook Comments