Gol de Lucas Braga em Santos x The Strongest — Foto: Staff Images/Conmebol

Santos conseguiu começar a espantar a má fase com uma atuação consistente e um resultado expressivo diante de um adversário limitado tecnicamente: goleada por 5 a 0 sobre o The Strongest, da Bolívia.

A vitória da última terça-feira faz o Peixe respirar na Copa Libertadores após começar o torneio com tropeços e dar fim à incômoda sequência sem triunfos. Eram cinco jogos sem saber o que era vencer e apenas um gol marcado no período.

O auxiliar Marcelo Fernandes escalou um time semelhante com o que empatou em 1 a 1 com o Red Bull Bragantino, no último sábado. A única mudança, na teoria, foi a entrada de Vinicius Balieiro no lugar do suspenso Alison.

Na prática, porém, o Santos teve outra forma de jogar. A grande novidade foi o posicionamento de Jean Mota, um dos grandes destaques da vitória do Peixe.

Contestado por grande parte da torcida, o meio-campista alternou com Vinicius Balieiro na função de primeiro volante e foi o principal responsável por auxiliar a saída de bola do Santos. Não é exagero dizer que ele fez o meio-campo fluir.

Balieiro aproveitou a chance de substituir Alison e não teve medo de subir ao ataque. O fôlego do volante, aliás, é elogiável. Correu muito da defesa ao ataque e vice-versa. Não teve tanto trabalho na marcação, é verdade. Ainda foi recompensado e esbanjou categoria para marcar um bonito gol, o terceiro do Santos.

O meio-campo operante, diferentemente dos últimos jogos, também teve grande participação de Gabriel Pirani. O jovem teve atuação decisiva na goleada santista. Deu uma assistência para Marinho logo no primeiro minuto de jogo e ainda marcou pela primeira vez na Vila Belmiro como profissional. Partida para dar confiança ao garoto, que vinha oscilando nos últimos jogos.

Marinho, principal destaque do Santos, também voltou a ser decisivo. Encerrou um jejum de quase um mês sem marcar e armou boas jogadas individuais.

A próxima partida do Santos é na quinta-feira, contra o Palmeiras, pelo Campeonato Paulista. O Peixe pode entrar em campo já eliminado se o Guarani vencer a Ponte Preta nesta quarta.

Fonte: GE

Facebook Comments