Rondônia recebe mais de 41 mil doses de vacinas contra a covid-19

O Governo de Rondônia, por meio da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa), recebeu na tarde de sábado (3), na sede da Rede Estadual de Frio, em Porto Velho, mais 41.150 doses de vacinas contra a covid-19 autorizadas pelo Ministério da Saúde, sendo Janssen (23.600) e Pfizer (17.550).

Nesta etapa, uma estratégia para pessoas em situação de rua será utilizada para que se garanta a imunização total desta população. “Esse público será vacinado com a Jassen, porque como ela é monodose, fica fácil, ou seja, devido ao risco de não encontrarmos novamente esse público”, explicou o diretor-executivo da Agevisa, Edilson Silva.

As vacinas serão distribuídas e entregues para as regionais de saúde da seguinte forma: Ariquemes (6.384), Ji-Paraná (8.220), Cacoal (3.962), Rolim de Moura (3.901), Vilhena (3.676) e Porto Velho (15.007 doses).

“O Ministério da Saúde também informa que neste mês de julho deve receber no Brasil 40 milhões de doses para serem distribuídas em todos os estados do País. Deixo aqui meu reconhecimento ao Ministério da Saúde, ministro Marcelo Queiroga, Governo Federal, além da Superintendência Estadual do Ministério da Saúde na pessoa do Irgo Mendonça, que não tem medido esforços para que a logística acontecesse da melhor forma possível”, disse a deputada federal Mariana Carvalho.

“A alimentação das doses aplicadas no sistema é muito importante, então reforçamos nosso apelo aos municípios que registrem as doses aplicadas, para que assim Rondônia possa melhorar na posição no ranking do cenário nacional”, disse o superintendente Estadual do Ministério da Saúde, Irgo Mendonça.

Até agora, o Estado de Rondônia recebeu 937.148 doses de vacina contra a covid-19. Sendo, CoronaVac (366.708), AstraZeneca (422.450), Pfizer (113.490), Janssen (34.500).

Seguindo o plano Nacional de Operacionalização da vacinação (PNO), as doses serão destinadas para a 1ª aplicação do seguinte público alvo:

  • Funcionários do Sistema de Privação de Liberdade e população privada de liberdade;
  • Forças de Segurança e Salvamento e Forças Armadas;
  • Trabalhadores Industriais
  • Pessoas de 59 a 55 anos
  • Pessoas em situação de rua;
  • Trabalhadores do Transporte Aquaviário;
  • Caminhoneiros.
Facebook Comments