RIO MADEIRA COMEÇA A SUBIR; DEFESA CIVIL JÁ ESTÁ SE PREPARANDO PARA NOVA CHEIA

cheiaO temor por uma nova e devastadora enchente é real. A Defesa Civil do Estado de Rondônia esteve hoje pela manhã analisando o rio Madeira que anualmente, entre a segunda quinzena de outubro e primeira quinzena de novembro começa a subir. É quando há um aumento na quantidade de chuvas, a transição do período de vazante para o período de inicio cheia do rio. É observada também uma oscilação do rio por ganho de uma quantidade de água mas no entanto essa elevação não é mantida Na seqüência, ele teve uma baixa temporária, o que ocorreu normalmente a partir da segunda quinzena de novembro. O nível atual ainda exige uma cautela muito grande no exercício da navegação, porque nas passagens de pontos críticos, onde existe banco de areia e pedrais, há dificuldade maior para a sua transposição.

O rio Madeira atinge a maior vazão de água quando chega a 6 mil metros cúbicos por segundo para 45 mil metros cúbicos por segundo. Em qualquer rio do mundo os fatores que determinam a quantidade de água que corre neste rio é a quantidade de chuva que ocorre na sua cabeceira. Especificamente o rio Madeira recebe alguma água do degelo andino, uma pequena quantidade, mas que é importante na elevação do seu nível. Juntamente com os órgãos que acompanham as condições meteorológicas em Rondônia, como o centro regional do Sipam, analisa-se a quantidade de chuvas, o índice fluviométrico e a manutenção desse índice. Isso é um fator determinante para a vazão de qualquer rio.

Fonte: Mais Ro e Delegacia Fluvial

Facebook Comments