A Prefeitura de Porto Velho tem um representante na diretoria do Fórum de Secretários de Meio Ambiente das Capitais Brasileiras – CB27. Reunidos neste mês, por meio virtual, os secretários de todo o país elegeram a nova diretoria da entidade e escolheram Alexandro Miranda Pincer, como coordenador da região Norte.

A escolha de Alexandro Pincer, secretário municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Porto Velho (Sema), consolida o compromisso que a Prefeitura de Porto Velho tem com a defesa dos recursos naturais e sustentabilidade.

Responsável pela execução das políticas públicas ambientais, a Sema tem uma equipe técnica competente, que atua inclusive nos finais de semana para garantir a proteção dos recursos naturais, além de fortalecer, através da educação ambiental, a cooperação da comunidade com esta cultura.

Para a Prefeitura de Porto Velho, a escolha do secretário da Sema para a coordenação do fórum na região Norte representa o reconhecimento de tudo o que está sendo feito pelo município no campo da defesa e desenvolvimento ambiental.

O fórum CB27 é composto pelos dirigentes das pastas responsáveis pelo meio ambiente nas prefeituras das 26 capitais brasileiras e no governo do Distrito Federal.

Alexandro Pincer diz que coordenar a região Norte no CB27 é uma forma de estabelecer o diálogo e, sobretudo, fortalecer as políticas ambientais da região, o que é feito com cooperação mútua. “Buscamos valorizar a identidade local e a forma de vida local”, resume.

Ele revelou que fará uma gestão democrática, ouvindo todas as capitais do Norte nas decisões e encaminhamento de demandas.

Na coordenação nacional do CB27 para o biênio 2021/2022 foi eleito o secretário municipal de Meio Ambiente do Rio de Janeiro, Eduardo Cavaliere. As coordenações regionais são dos seguintes municípios: Recife (Nordeste), São Paulo (Sudeste), Goiânia (Centro-Oeste) e Florianópolis (Sul).

DIÁLOGO

Mais que a troca de experiências e apoio mútuo entre as secretarias das capitais brasileiras, o CB27 permite e fortalece o diálogo com o governo federal, por meio da participação em órgãos de governança federais e estaduais, como a Comissão Tripartite Nacional de Meio Ambiente.

O primeiro trabalho a ser apresentado pela nova direção do fórum já está pronto. Trata do agravamento da pandemia da Covid-19, que aprofunda as injustiças socioambientais e alerta a humanidade sobre os riscos da devastação de biomas.

A carta intitulada “Regeneração Verde: capitais pela defesa dos biomas”, pode ser conferida na íntegra aqui.

 

Fonte: Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)

Facebook Comments