O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB­AL), é alvo de oito inquéritos na Lava Jato

Presidente do Senado recebeu na tarde desta segunda-feira (9) governistas e oposiçãoO presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), mantém o cronograma de impeachment da presidente Dilma Rousseff,não levando em consideração a decisão do presidente da Câmara dos Deputados, Waldir Maranhão (PP-MA).

“A decisão de Maranhão é absolutamente intempestiva”, disse Renan agora há pouco.

A decisão monocrática de Renan causou confusão no plenário e a sessão foi suspensa por dois minutos.

Logo após a informação de Maranhão, Renan começou a receber na residência oficial senadores governistas e de oposição, como Romero Jucá (PMDB), Jorge Viana (PT), Eunício Oliveira (PMDB) e Ronaldo Caiado (DEM) e José Agripino Maia (DEM), Fernando Bezerra (PSB), Omar Aziz (PSD) e Antonio Anastasia (PSDB), para ouvir a opinião de parlamentares sobre a decisão.

Facebook Comments