cafe1
A produtividade do café, que já foi o carro-chefe da economia de
Rondônia está sendo incrementada pelo governo do PMDB. Na última
sexta-feira (10), o senador Valdir Raupp (PMDB-RO), participou da
solenidade de início da colheita do café conilon no Estado na cidade
de Cacoal.

O senador Raupp governou o Estado de 95 a 98, quando Rondônia estava no
auge da produção de café, com cerca de 4 milhões de sacas/ano. A
produção atual está em torno de 1,7 milhão de sacas, mas a meta é
dobra-la até o final do governo Confúcio Moura (PMDB), em 2018.

O início da colheita do café conilon em Rondônia agora é lei (3516),
criada no dia 17 de março último. “A data correta para a colheita
evita desperdício e garante produto de qualidade fomentando a
comercialização”, disse Raupp, aos produtores e convidados que
lotaram o auditório da Câmara de Vereadores de Cacoal.

cafe2Investir em café, segundo o senador Raupp é a certeza de
fortalecimento da economia regional e de melhores condições de vida ao
produtor. “Onde há produção de café pode existir pobreza, mas
jamais teremos miséria”, afirmou.

Raupp também lembrou no encontro de Cacoal, que além dos cafezais, o
seu governo investiu no Gado Sadio, que possibilitou a melhoria da
qualidade genética dos animais. Hoje Rondônia produz carne de
qualidade e livre da febre aftosa, com vacinação, possibilitando a
exportação e maior lucro ao produtor e ao Estado com economia aquecida
e sempre crescente.

A força econômica do gado no Estado, com rebanho hoje em torno de 12
milhões de cabeça, também “são reflexos do que foi feito no
passado”, argumentou o senador.

Rondônia é o quinto maior produtor de café do Brasil e o segundo na
produção do conilon. Raupp acredita que retomar a produção de 4
milhões de saca por safra será apenas uma questão de tempo.

A deputada federal Marinha Raupp (PMDB-RO), também esteve prestigiando
o início da colheita do café conilon realizada em Cacoal, coordenada
pela Emater-RO.

Facebook Comments