Irresponsabilidade social

A âncora do “SBT Brasil” Rachel Sheherazade afirmou, em entrevista por e-mail à Revista da TV (O GLOBO), que foi “intecionalmente” mal interpretada e que não considerou a ação do grupo “aceitável”, mas “compreensível”. Leia a resposta dela a uma das perguntas:

Para o líder do PSol na Câmara dos Deputados, Ivan Valente (SP), o SBT e você fizeram apologia ao crime em horário nobre. O que acha disso?

— Quem é o PSOL para me censurar, se a Constituição Brasileira me garante o direito de livre expressão? Mas, entendo o burburinho que o partido vem causando. Estamos em ano eleitoral. Não se enganem. Legendas inexpressivas precisam pegar carona em temas polêmicos, levantar bandeiras de última hora, defender os fracos e oprimidos, mesmo que da boca pra fora. Tudo isso gera repercussão. E entre os incautos, pode até gerar votos. Se a legenda acha que faço apologia ao crime, me processe. Quem anda com a verdade, não teme a Justiça.

Presunçosa, nada humilde.

Facebook Comments