Um grupo de acadêmicos estagiários do curso de psicologia concluiu o questionário do projeto de mapeamento de pessoas em situação de rua, que norteará as políticas públicas da Prefeitura de Porto Velho para este segmento. O documento foi entregue a Claudi Rocha, secretário da Secretaria Municipal de Assistência Social e Família (Semasf), nesta quinta-feira (15).

O projeto é coordenado pela diretora e psicóloga do Departamento de Proteção Social Especial da Semasf, Ana Karla, que recebeu os acadêmicos para a realização do estágio na Semasf.

O secretário Claudi Rocha comemorou a iniciativa. “É importante o censo que estamos fazendo em parceria com o Centro Universitário São Lucas e a Universidade Federal de Rondônia (Unir), de onde vieram os acadêmicos. Com estas informações, vamos solidificar e construir políticas públicas, este é o nosso objetivo”, disse.

Segundo ele, a partir desta iniciativa será possível alavancar o serviço, possibilitando ações de resgate das pessoas em situação de rua, dando dignidade e contribuindo para a recuperação da sua autoestima.

A Semasf fará treinamentos e acompanhará os alunos durante a aplicação do questionário, previsto para durar aproximadamente 15 dias. “Várias equipes estarão aptas para atuar. A meta é concluir o projeto até junho”, explicou Ana Karla.

Além de propor políticas públicas, os dados também servem para redirecionar ações já realizadas pela Prefeitura de Porto Velho, tanto nas Unidades de Acolhimento para Pessoa em Situação de Rua, quanto na parceria feita com a Arquidiocese de Porto Velho, que atende mais de 180 pessoas com alimentação, banho e lavanderia.

 

Fonte: Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)

Facebook Comments