turmaDe repente, PMDB e PSDB (além do DEM) não querem mais barrar a Operação Lava Jato. As agremiações citadas resolveram comprar a franquia e agora tocam as investigações ao bel sabor, claro, direcionadas única e exclusivamente ao PT, Dilma e Lula. O acordo teria ocorrido na semana passada, em Curitiba, por ocasião da visita inexplicável do ministro da Justiça Alexandre Moraes (PSDB) ao procurador chefe da Operação Lava Jato, Sérgio Moro (PSDB).

Dentre as primeiras providências a prisão imediata de um petista graúdo, sem provas e sem quaisquer motivos: Paulo Bernardo, ex-ministros do Planejamento de das Comunicações dos governos Lula e Dilma, respectivamente.

E a Operação Lava Jato tem agora uma missão: blindar como puder PMDB e PSDB e lascar o porrete no PT, tendo como alvo principal o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, que nas últimas pesquisas foi apontado como favorito para as eleições de 2018.

Mas, a Operação Lava Jato tem também como esconder todos os malfeitos do PMDB e PSDB, bem como do DEM. Escutas telefônicas e gravações autorizadas (ou não) apontam que o partido de Temer tentou, junto com o PSDB, partido do Serra, barrar a Lava Jato para que as denúncias de corrupção praticadas por estes partidos não andem e os envolvidos não sejam presos.

No conluio estariam envolvidos ministros do STF e vários procuradores.

Petistas aguardam a qualquer momento a prisão do seu maior líder, Lula, e a aprovação do impeachment de Dilma no Senado Federal. Sérgio Moro e seus procuradores tem agido acima dos limites das leis, do suportável, não há como disfarçar, para criar um fato que possa incriminar o ex-presidente Lula, e é capaz de plantar provas, se necessário, para prende-lo.

Para aprovar o impeachment, a força tarefa do Palácio do Planalto, comandada pelo próprio presidente interino Michel Temer (PMDB) está comprando todos os senadores que estão indecisos, como Romário (PSB) que se vendeu por cargos no governo federal.

Com a efetivação de Michel Temer no cargo o futuro da população mais pobre e dos aposentados já está traçado. Redução drástica dos programas sociais (já em andamento), como o FIES, Pronatec, Minha Casa Minha Vida e Bolsa Família. Os aposentados também sofrerão um duro golpe.

Ciro Gomes quer conter abusos de Moro

érgio Moro e sua obsessão em prender Lula
érgio Moro e sua obsessão em prender Lula

Segundo Ciro Gomes, de forma acintosa e  parcial, o juiz Sérgio Moro tem dispensando as delações contra as facções criminosas que assaltaram o Planalto, feitas pelos operadores Paulo Roberto Costa, Diretor de Abastecimento entre 2004 e 2012, de indicação do PP, com posterior apoio do PMDB; Nestor Cerveró, Diretor Internacional entre 2003 e 2008, de indicação do PMDB, e Fernando Baiano, o “avião” que levava grana viva para Aécio e outros ladrões.

Não bastasse isso, para aumentar o repertório, Sérgio Marchado surge com gravações telefônicas gravíssimas, que provam a conspiração do golpe contra Dilma Rousseff, para, segundo eles, “estancar a sangria” – parar a Lava Jato. Estão envolvidos na conspiração o PMDB, PSDB, DEM, PSB, PP, PRB, PTB, PPS  e outros

Após ter enviado os áudios para Rodrigo Janot Machado se dirigiu ao peloirinho de Moro para entregar espontaneamente o esquema. Falou tudo, desde o principio, que o “esquema foi montado pela turma do PSDB para engavetar uma CPI contra a Petrobras durante o governo FHC”, que o PMDB/PSDB planejou fazer 50 deputados e deu R$ 300.000 a cada um, dinheiro saído da Petrobras e de Furnas, mas Moro está atrás duma quinta de cerrado, bangalafumenga — que eles chamam de “fazenda” –, um pedalinho, uma catraia de alumínio e um micro-triplex que envergonha o Tri da Globo, construído e abandonado em área de proteção ambiental no litoral santista.

Seu martelo tem batido torto, esconde as delações criminosas contra os verdadeiros mentores do saque à Petrobras e em Furnas, para mirar os petistas e colocar Lula atrás das grades.

Creio que ela persiga essa meta como o grande feito de sua vida, prender o maior Estadista da história da República, virou obsessão.

Os petistas, comunistas, socialistas, humanistas, artistas e intelectuais, diariamente vão às redes, os carbonários virtuais, para protestar. Mas não vimos nenhuma ação, ao contrário, o golpe continua em curso com uma gangue dirigindo o Brasil enquanto o PT, o mais atingido, choraminga e segue fazendo “protestos”, apenas.

Com informações do blog O QUINTO PODER

Facebook Comments