Qual o futuro do e-commerce: o que esperar em 2022?

0
143

O futuro do e-commerce é promissor, segundo os maiores especialistas do comercio eletrônico do mundo. A Amazon, que é a maior empresa de e-commerce do mundo e também a maior varejista está investindo cada vez mais nas lojas online.

A eshopworld previu o futuro do e-commerce como sendo promissor. De acordo com uma pesquisa a previsão de faturamento é de um saldo de 18,7 bilhões de dólares para 29 Bilhões até o ano de 2021.

De fato, as lojas físicas estão criando seus sites para vender pela internet e isso revoluciona o mercado. Certamente, nos próximos anos não haverá a possibilidade de uma loja física ignorar as vendas através da internet.

Mas como será no ano de 2022, será que vai continuar crescendo? Caso você seja um grande curioso e quer saber mais sobre o futuro do e-commerce, acompanhe este artigo até o final e venha se divertir conosco!

O crescimento espantoso muda o futuro do e-commerce

O crescimento do mercado e-commerce é surpreendente e chega a ser espantoso. O consumidor tem mudado seus hábitos de compra devido à facilidade de encontrar produtos na internet.

Certamente esse crescimento não tem precisão de parada, e sim de constância. Diante disso, podemos afirmar que as empresas que não possuem lojas online estão começando a perder espaço no mercado de vendas no varejo e até no atacado.

Veja dados de crescimento do e-commerce ao longo dos anos, todos os dados são da EBIT Informação:

  • 2011: faturamento do ecommerce foi de 18,7 bilhões.
  • 2012: faturamento de 22,5 Bilhões.
  • 2013: faturamento de 28,8 Bilhões.
  • 2014: faturamento de 35,08 Bilhões.
  • 2015: faturou 41,3 Bilhões.
  • 2016: faturou 44,4 Bilhões.

No ano de 2017 o mercado chegou a faturar cerca de 45 Bilhões em receita. A expectativa para o não de 2018 continua sendo de crescimento, mas é para o ano de 2022?

Certamente, quando um mercado começa a tomar espaço e movimentar a economia mundial de maneira incrível a tendência é continuar.

A evolução da tecnologia da informação é evidente, a cada dia vemos tudo melhorando. Os aparelhos e dispositivos que acessam o mercado digital continuam a inovação.

O que esperar do e-commerce em 2022?

Observando o crescimento do mercado de e-commerce nos últimos seis anos podemos imaginar como serão os próximos cinco anos.  Certamente as compras pela internet já estão aumentando aos poucos no Brasil.

No entanto, nos EUA isso já é comum é tanto que a Amazon conseguiu superar a Walmart em vendas no varejo. Como o Brasil tende a copiar algumas coisas dos EUA o crescimento aqui está maior.

Certamente o faturamento do e-commerce vai continuar aumentando como vimos nos últimos seis anos, o mercado passará ser mais que bilionário. Isso quer dizer que as vendas no comércio eletrônico brasileiro está apenas começando.

No ano de 2022 a previsão tecnológica é que o uso de internet aumente cada vez mais. Certamente, as compras em aparelhos mobile também tendem a aumentar, as lojas físicas tendem a criar lojas online pra vender seus produtos.

União do físico com o digital

Ninguém pode negar que as empresas sempre fazem algo para superar os concorrentes. Portanto, podemos imaginas as lojas físicas que não possuem lojas online e não possuem atendimento online implantando um novo modelo de atendimento virtual.

A concorrência faz, então a obrigação é fazer melhor. De fato, é isso que acontece em qualquer segmento empresarial.

Os modelos de negócios online estão proporcionando uma compra mais rápida e segura, uma logística mais assertiva e tudo está ficando mais simples. A tecnologia está cada vez mais avançada, e o que dizer da internet das coisas?

A internet das coisas promete um avanço incrível da internet. Por exemplo, se você tem um armário com acesso a internet, uma cama com acesso a internet, você estará conectado em todos os momentos.

Isso parece estar longe, mas na verdade, existem empresas e especialistas que estudam sobre os assuntos diariamente. Portanto, tudo o que o ser humano idealiza pode se tornar uma realidade próxima.

A união das lojas físicas com lojas virtuais já está acontecendo e isso vai aumentar mais ainda. Por exemplo, lojas como Casas Bahia, Americanas e outras que possuem lojas físicas já estão dominando uma parte do comercio eletrônico.

Será que as lojas físicas vão acabar?

Essa é uma resposta dura, certamente alguns tipos de lojas vão perder espaço. Contudo, é evidente que as lojas físicas não vão sumir. Na verdade, é mais fácil as lojas usar meios de vender mais através na internet.

É justamente por esta razão que o mercado de vendas na internet e comercio eletrônico vai crescer. O que é bom em tudo isso? O consumidor vai receber seus produtos com mais facilidade e agilidade.

As empresas que não se adequam às mudanças tecnológicas acabam sumindo. Isso não é bom, mas todo empreendedor pode estar atento a tudo o que acontece e pode evitar que a tragédia aconteça com suas empresas.

São muitas opções de inovação para serem adotadas até 2022.  O uso das redes sociais como meios de comunicação empresarial vai aumentar, a criação de aplicativos e lojas próprias, o sistema de compra online com retirada na loja também é uma tendência que já é adotada.

Outra prática que tem previsão de crescimento é o uso dos Chatboots, os famosos atendentes virtuais automáticos. As compras por áudio também vão aumentar, de acordo com dados da empresa SEMrush 70% das buscas futuras vão ser feitas através de áudio no celular ou computadores.

Existem lojas que já fazem vendas através de aplicativos de voz, como por exemplo, a própria Walmart. Olhando tudo isso podemos dizer que no ano de 2022 o e-commerce, ou seja, o comercio eletrônico vai crescer ainda mais.

Portanto, se você pensa em criar uma loja virtual, deve começar a pesquisar a melhor maneira de criar uma agora. Aliás, o mercado ainda está pequeno e não existem grandes concorrentes como a Amazon. Porém, daqui a alguns anos isso vai ser diferente!

Gostou do artigo? Continue acompanhando mais conteúdos aqui e aprenda mais!

Facebook Comments