As criadoras do abaixo-assinado contra a volta do goleiro Bruno Fernandes ao futebol relataram que receberam ameaças. Segundo Vana Lopes, uma das fundadoras do grupo Somos Todos Vítimas Unidas, um homem que se diz fã do goleiro condenado pelo assassinato de Eliza Samúdio tem postado mensagens na página da organização não governamental (ONG) que fez o documento dizendo que vai matá-las.

O mesmo suspeito também enviou mensagens privadas à presidente do grupo, professora da Universidade de Rondônia, Maria do Carmo Santos, ameaçando sua família. “Tu vai (sic) morrer, pode esperar. Cuidado, Bruno é meu herói”. Nenhuma ameaça vai parar este abaixo assinado (ASSINE AQUI) e nem a luta por justiça em todos os casos que defendemos: Thiago Brum. Bianca Consolli. Emilia e as Vítimas do Amazonas. Menino Bernardo. Menino João – Habibs. Cintia Gama. Portadores de Distrofia Simpático Reflexa. Vítimas de Abandono Afetivo. Vítimas de Alienação Parental. Vítimas de Erros Médicos. Vítimas de Pedofilia e Estupro. Vítimas de Agressão. Vítimas de Assédio

A contratação do goleiro Bruno pelo Boa Esporte rendeu críticas aos patrocinadores do clube. Um deles cortou o patrocínio, que foi comemorado por Maria do Carmo nas redes sociais: “Parabéns a empresa Nutrends que já suspendeu seu patrocínio ao time de futebol que contratou o ex-goleiro Bruno. Nós brasileiros do bem e o Grupo Vítimas Unidas reconhecemos esta atitude como um ato de respeito aos seus consumidores e a Justiça a família Eliza Samudio”. Também nas redes socias, Maria do Carmo informou aos internautas que amanhã, segunda-feira, 13, às 22h30, o programa de Luciana Gimenez (Rede TV) vai abordar a denúncia de ameaças de morte por parte dos fãs do goleiro Bruno.

“Cuidado com um carro preto que vai ter visitar amanha. Vai morrer tu e teus filhos (sic). Vou mandar tudo pro inferno”, ameaçou.

O grupo encaminhou as ameaças para a Polícia Civil. “Já fizemos um boletim de ocorrência. Descobrimos que o autor das ameaças responde por estupro. Ele usou o perfil oficial dele para fazer as ameaças. Depois que bloqueamos, ele criou perfis falsos para continuar as ofensas”, disse Vana.

O abaixo-assinado defende que o ex-jogador seja impedido de atuar no esporte e não possa requerer a guarda do filho que teve com Eliza. O menino também se chama Bruno e tem 7 anos. O documento já tem 32.410 assinaturas. Ele tem apoio de Sonia Fatima Moura, mãe de Eliza Samudio, e também foi assinado pela atriz Letícia Sabatella.

 

Maria do Carmo dos Santos, que é especializada em psicologia da educação, e que está respondendo pela ONG “Somos Todos Vítimas Unidas”, no Dia Internacional da Mulher,  passou a receber ameaças de morte, com autor identificado. As ameaças vierem via mensagem direta no Facebook. O autor é Thiago Pereira, de São Paulo.

Seu Facebook é:

www.facebook.com/thiago.pereira.589

Veja o boletim de ocorrência.

Caso Bruno: ameaças de morte no Dia Internacional da mulher: ONG de vítimas de estupro sob cerco

Na noite desta quinta-feira o caso foi levado à polícia. Confira as ameaças de morte:

Caso Bruno: ameaças de morte no Dia Internacional da mulher: ONG de vítimas de estupro sob cerco
Caso Bruno: ameaças de morte no Dia Internacional da mulher: ONG de vítimas de estupro sob cerco
Caso Bruno: ameaças de morte no Dia Internacional da mulher: ONG de vítimas de estupro sob cerco
Caso Bruno: ameaças de morte no Dia Internacional da mulher: ONG de vítimas de estupro sob cerco
Caso Bruno: ameaças de morte no Dia Internacional da mulher: ONG de vítimas de estupro sob cerco
Caso Bruno: ameaças de morte no Dia Internacional da mulher: ONG de vítimas de estupro sob cerco
Comentários
Facebook Comments