ordem e progressoO primeiro dia do governo golpista de Temer é pior que qualquer previsão: Um ministério só de homens, brancos, ricos e, em sua imensa maioria, sobre quem pesam graves de corrupção e/ou de atentados contra os direitos humanos. Algo que não se via desde a ditadura. Duas iniciativas já articuladas: aprovação da terceirização das relações de trabalho e uma emenda constitucional para revogação das vinculação das verbas para os programas sociais, de saúde e educação. Um ministro da Justiça que considera ações de protesto como “guerrilha”, que tornou a PM de São Paulo numa máquina de matar pobres e bater em estudantes, aliado de Eduardo Cunha e ex-advgado de empresa ligada ao PCC; Pra completar, o símbolo escolhido para o governo. Ordem unida. Quem não marchar junto com a “ordem” para o “progresso” (dos investidores, que é o desejo explícito de Temer) vai levar borrachada. O símbolo evoca imediatante o “Brasil, ame-o ou deixe-o” da ditadura. Que estreia.

Facebook Comments