O presidente Jair Bolsonaro voltou a comentar, em transmissão durante live nesta quinta-feira (3/12), que a Polícia Federal (PF) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) abrirão concurso público com a previsão de criação de duas mil vagas cada.

O chefe do Executivo repetiu elogios às corporações: “A PRF está batendo todos os recordes em 2020. Em 240 operações, foram apreendidos R$ 5,6 bilhões em bens ou em valores. Também a nossa PF no corrente ano, ou melhor, no dia 1º de dezembro, bateu mais um recorde. Só em Caxias apreendeu 2.460 kg de cocaína”.

Bolsonaro completou dizendo que o concurso é um investimento na área: “Não é por causa disso apenas. É por outras questões que o governo federal autorizou, os editais estão prontos já. No ano que vem, abriremos vagas para 2.000 policiais federais e 2.000 policiais rodoviários federais. Isso é investimento porque, só no que se aprende em bens e valores, dá para pagar várias folhas da PF. Em especial, de maio para cá, a PF tem feito um trabalho cada vez mais profícuo”, declarou o presidente.

Operação no Rio

Na última quarta-feira (2), o mandatário também fez publicações sobre o concurso nas redes sociais. De forma semelhante, comemorou a apreensão de 2,5 toneladas de cocaína em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense (RJ).

“É a maior apreensão de drogas na história do Rio de Janeiro”, escreveu Bolsonaro no seu perfil oficial no Facebook, com a imagem da carga recolhida. “Para melhorar ainda mais esse trabalho, em 2021 serão abertas 2 mil vagas em concurso para a PF”, disse.

O último concurso para ingresso na corporação foi em 2018 e ofereceu 500 vagas, em 17 estados. A banca organizadora foi o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe). A remuneração inicial para policial rodoviário federal é de R$ 9.899,88, e para agente administrativo é de R$ 4.746,16, exigindo nível médio completo.

Fonte: CORREIO WEB

Facebook Comments